O recente colapso no abastecimento hídrico em São Paulo trouxe novos desafios cotidianos à população paulista. Para enfrentar essa situação com iniciativas simples e econômicas, o Sesc Pompeia e o MUDA SP promovem, no dia 21 de março, das 14h às 18h, uma vivência gratuita para construção de minicisternas.  

Tecnologia acessível utilizada para recolher água da chuva, a cisterna funciona a partir do redirecionamento da água para um reservatório. Com isso, é possível armazená-la e utilizar em atividades do dia a dia, como limpeza e irrigação. Nesse curso, além da instrução de como criar o equipamento, os participantes aprendem cuidados para evitar a contaminação da água e da cisterna.

Ainda pouco difundida em São Paulo, essa prática tem raízes antigas pelo modo simples de instalação e funcionamento. No Nordeste, o uso de cisternas é comum à população, que utiliza a técnica durante as épocas de chuva, armazenando água para os períodos de seca. O volume armazenado e o material que reveste o aparelho são variáveis, inclusive é possível construí-la com plástico, fibra de vidro e até alvenaria.

A vivência no Sesc Pompeia, em parceria com o projeto MUDA SP, com duração aproximada de quatro horas, apresenta ao público a metodologia para desenvolver cisternas caseiras e o armazenamento correto da água das chuvas. A atividade é gratuita e as vagas são limitadas. As inscrições acontecem no dia 21 no espaço das Oficinas de Atividade, a partir das 13h30.

SERVIÇO

Vivência: construindo minicisternas no Sesc Pompeia

Dia 21 de março, sábado, das 14h às 18h

Oficina de Criatividade

Grátis

Inscrições no local com 30 minutos de antecedência

Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos.

SESC Pompeia – Rua Clélia, 93.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.