A organização de conservação britânica National Trust vai plantar dezenas de pomares tradicionais. A ideia é deter o declínio no número de habitats para a vida selvagem, em especial dos pássaros, insetos e polinizadores. Atualmente, ela já cuida de quase 200 pomares com variedades de maçã, ameixas e peras.

Como parte de um ambicioso plano para encorajar a vida selvagem e deter o declínio dramático nos pomares, a instituição criará 68 novos pomares em toda a Inglaterra e País de Gales até 2025.

A perda dos habitats mais simbólicos na região é, em grande parte, um sintoma de mudanças nas práticas agrícolas, forças de mercado, negligência e pressões do desenvolvimento.

Foco no tradicional

Os pomares tradicionais são muito melhores para a vida selvagem do que os comerciais porque muitas vezes contêm árvores muito antigas, recebem mais espaço e os prados de flores silvestres são muitas vezes incentivados a crescer debaixo das árvores para incentivar os polinizadores a polinizarem as flores quando as árvores desabrocham.

Eles também não são tratados com pesticidas. Pelo contrário, o respeito pelo ciclo natural da natureza, onde os pássaros comem determinados insetos por exemplo, ajudam a afastar pragas.

Foto: iStock

“Lançamos uma nova estratégia de vida selvagem e natureza em 2015, que incluiu a ambição de criar 25 mil hectares de habitat até 2025”, afirma David Bullock, chefe de conservação de espécies e habitats da National Trust. “Nós identificamos pomares tradicionais como sendo de particular importância, porque eles fornecem o local perfeito para uma variedade de pássaros, polinizadores e insetos, além de serem ótimos para as pessoas”, completa.

Na natureza, tudo importa

“Toda árvore é preciosa porque pode se tornar um lar para pássaros como o pica-pau, os morcegos e a mariposa. O incrível número de maçãs e outras variedades tradicionais de frutas que podemos plantar reflete a maravilhosa diversidade da vida”, continua Bullock.

Para o especialista, nada pode ser desprezado, nem mesmo as que têm madeira morta: uma vez que podem servir para uma variedade de insetos e suas presas, além de morcegos. Ele ainda lembrou que os pomares também são importantes para a conservação de variedades de frutas tradicionais e são vitais para as pessoas. “Eles nos fornecem deliciosos alimentos e bebidas locais e sazonais, são locais para as pessoas se divertirem e se reunirem, têm grande significado cultural e são lugares de beleza”, conclui.