impacto socioambiental
Parque Nacional do Superagüi, em Guaraqueçaba (PR). | Foto: Zig Koch
- Publicidade -

Estão abertas as inscrições para o programa “teia de soluções: Aprimora”, iniciativa da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza que visa aperfeiçoar a capacidade de gestão de até 30 organizações da sociedade civil (OSC) que, em sua atuação, promovam impacto socioambiental positivo na Grande Reserva Mata Atlântica, o maior remanescente contínuo do bioma presente em 56 municípios de São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

As organizações selecionadas para participar do Aprimora terão acesso, entre abril e setembro, a encontros e oficinas em formato online, nos quais terão a oportunidade de trocar experiências e amadurecer ideias com os demais participantes e com profissionais especializados em diferentes temáticas, como trabalho remoto e colaborativo; planejamento estratégico para o impacto; exigências legais: fiscais, tributárias e trabalhistas; gestão administrativa e financeira; governança e estrutura organizacional; design e gestão de projetos; comunicação; e captação de recursos.

“Para que se mantenham relevantes em seu campo de atuação, gerando impactos positivos à sociedade e à conservação da natureza, as organizações precisam estar atentas ao processo contínuo de inovação contínuo e adaptação aos novos valores e necessidades da sociedade e de seus colaboradores. Além disso, é fundamental estarem alinhadas aos comportamentos da nova economia, que traz fortemente a prática da sustentabilidade”, explica a gerente de Ciência e Conservação da Fundação Grupo Boticário, Marion Silva.

- Publicidade -

Além das instituições selecionadas, outras organizações e agentes de governos municipais serão convidados a integrar a primeira turma do Aprimora para enriquecer ainda mais o intercâmbio de experiências. Os participantes convidados não concorrerão à premiação.

A pandemia – que já dura mais de dois anos – afetou muito as atividades das OSCs e aumentou os desafios dos gestores públicos municipais. Por isso, Marion destaca que, além das oficinas temáticas pertinentes a esses atores da sociedade, o Aprimora também disponibilizará acesso a mentorias individualizadas com um profissional a ser escolhido pelos próprios participantes, entre os nomes disponibilizados pelo programa.

Com o objetivo de fortalecer as instituições participantes e ampliar os seus resultados, o Aprimora contará também com um sistema de avaliação continuada, com critérios de pontuação baseados na dedicação e na evolução dos participantes ao longo da jornada. As OSCs que obtiverem melhor desempenho irão à votação pública e as três mais votadas serão beneficiadas com premiação de R$ 10 mil cada, que poderá ser empregada em melhorias iniciadas ao longo da participação no programa.

Para participar do Aprimora, as instituições interessadas precisam ter, no mínimo, um ano de existência formal comprovada; possuir pelo menos um colaborador em regime de trabalho de dedicação em tempo integral e exclusiva; ter acesso à internet; e atuação com impacto socioambiental positivo na Grande Reserva Mata Atlântica.

As inscrições seguem abertas até 03/04 e devem ser feitas pelo site aprimora.teiadesolucoes.com.br, onde também é possível ter acesso ao regulamento. Mais informações também estão disponíveis no site.

LEIA MAIS:

- Publicidade -