- Publicidade -

Horta das Corujas inspira livro sobre hortas comunitárias

A jornalista Claudia Visoni conta como se tornou agricultora urbana e traz dicas valiosas para quem quer começar uma horta comunitária

horta urbana horta das corujas
A horta comunitária fica na Vila Madalena, um dos mais famosos de São Paulo. Foto: Marcos Santos | USP Imagens

A Vila Madalena é um dos bairros mais famosos de São Paulo. Localizado na Zona Oeste da cidade, é um centro cultural, gastronômico e endereço de vários pontos da boemia paulistana. Mas é também a casa de um espaço que contrasta com a agitação e concreto da metrópole – é lá que fica a Horta das Corujas, um espaço de cerca de 800 metros com muito verde, agricultura urbana e história para contar.

- Publicidade -

É justamente para contar esta história que a jornalista Claudia Visoni escreveu um livro em que narra como se tornou agricultora no meio da “selva de pedra” paulistana. Em “Horta das Corujas – Minha história de um pequeno paraíso em São Paulo e guia para plantio urbano”, ela conta sua história com a horta, desde os primeiros passos e usa este caso bem-sucedido para trazer informações para quem, assim como ela, quer ter uma horta comunitária perto de casa.

claudia visoni horta das corujas
A jornalista Claudia Visoni é uma das fundadoras da Horta das Corujas. Foto: Reprodução | Facebook

Cláudia começou a se envolver com agricultura urbana em 2008, plantando em casa e é cofundadora da Horta das Corujas. A publicação, da Bambual Editora, vai ser lançada no dia 30 de janeiro, às 19h, em um evento na Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena). O livro em si também traz práticas sustentáveis, já que foi todo impresso com tinta à base de soja, sem ingredientes tóxicos. 

Áreas verdes e agricultura urbana

Em meio à emergência climática que vivemos, trazer o verde para dentro das cidades é uma das medidas mais simples e, principalmente, mais eficazes para evitar e mitigar eventos extremos, como enchentes e ondas de calor. As hortas urbanas em especial, solucionam também o desafio de trazer para a população urbana alimentos de qualidade, de forma mais acessível e, em muitos casos, sem o uso de agrotóxicos que têm inúmeros impactos negativos para a saúde e para o meio ambiente.

horta comunitária
Horta das Corujas. Foto: Reprodução | Facebook

Outra vantagem das hortas urbanas e comunitárias é o fortalecimento das relações sociais e o apoio à comunidades vulneráveis, que não tem acesso à frutas, legumes e hortaliças. Com uma produção de comida mais próxima dos consumidores, também são evitadas as perdas de alimentos e a emissão de gases de efeito estufa causadas pelo transporte.

- Publicidade -

O hábito de plantar e colher a própria comida também garante uma reconexão da população urbana com a natureza e seus ciclos, com um impacto extremamente positivo na saúde física e mental, demonstrado por uma série de estudos científicos.

Quer conhecer a Horta das Corujas?

A Horta das Corujas fica na praça Dolores Ibarruri, região da Vila Madalena e é aberta a todos. O local é uma ótima opção de passeio para os finais de semana. Além de uma caminhada ou um piquenique, a visita à horta pode render uma porção de alimentos colhidos por lá.

colheita de cúrcuma na horta das corujas
Colheita de cúrcuma na Horta das Corujas, uma das primeiras de 2024. Foto: Reprodução | Facebook

Lançamento do livro Horta das Corujas – Minha história de um pequeno paraíso em São Paulo e guia para plantio urbano

  • 30 de janeiro, às 19h
  • Livraria da Vila – Rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena, SP
horta das corujas
Foto: Reprodução | Facebook

 

- Publicidade -