embalagem descarte reciclagem
Foto: Boris Misevic | Unsplash
- Publicidade -

Estamos chegando ao final de 2021. Novembro e dezembro são meses marcados por um consumo maior, pela Black Friday e suas promoções e pelas festas de final de ano, respectivamente. E junto com o aumento de compras, vem também um volume maior de embalagens, que normalmente são feitas de papel, plástico, vidro ou metal e podem – e devem – ser reciclados.

Na pesquisa Vida Saudável e Sustentável 2020, do Instituto Akatu, 81% dos consumidores dizem que querem que as marcas informem os seus processos produtivos, 70% desejam que elas reduzam os impactos nas mudanças climáticas e 79% declarou que as empresas precisam garantir que suas operaçõesnão agridam a natureza (79%).

E além de cobrar das empresas, 81% dos consumidores entrevistados disseram estão interessados em reciclar seus resíduos. Mas, infelizmente, muita gente não sabe como fazer o descarte correto dos seus resíduos e garantir que eles sejam encaminhados para a reciclagem.

- Publicidade -
embalagens descarte reciclagem
Foto: Pixabay

Aproveitando o engajamento da população com o hábito da reciclagem, a certificadora de logística reversa eureciclo desenvolveu o e-book ‘Guia definitivo do descarte correto de resíduos’, que pode ser acessado gratuitamente aqui.

O material explica que um dos motivos que dificulta a destinação adequada dos resíduos é o fato do consumidor não saber a maneira correta de descartá-los, como mostra matéria do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Para incentivar o consumidor a adotar práticas sustentáveis na Black Friday, o Guia ainda traz informações sobre as peculiaridades dos materiais (como plástico, algodão e vidro, por exemplo), das etapas do processo desde a compra até o retorno do “resíduo” para a cadeia produtiva, da comercialização, da legislação em vigor no Brasil (Política Nacional de Resíduos Sólidos) e do impacto social do incentivo ao setor.

embalagens descarte reciclagem
Foto: Divulgação | eureciclo

Resíduos sólidos

O e-book explica o que são osresíduos sólidose como eles se dividem, sendo os materiais de papel, plástico, vidro e metal os mais presentes no nosso dia a dia. E a boa notícia é que praticamente todos eles podem ser reaproveitados de alguma maneira. Isso quer dizer que além de não acabarem incorretamente na natureza, há um valor econômico importante para os operadores de reciclagem, mais um motivo para promover a reciclagem.

“Separar os resíduos úmidos dos secos é um dos principais hábitos para possibilitar a reciclagem. Evitar embalagens de uso único, levar uma sacola reutilizável às compras e dar novas funções a embalagens – como as de vidro, por exemplo, também são maneiras de garantir que a sua ação na Black Friday terá um impacto ambiental menor.” Camila Bós Vidal, Head de Marketing da eureciclo.

Leia as embalagens antes de comprar

Os consumidores ainda podem prestar atenção em outros detalhes no momento da compra, como ler a embalagem. Nelas podem estar presentes os selos e certificações, imagens impressas que são uma maneira eficiente de entender o impacto da produção e da destinação do material.

embalagens descarte reciclagem
Foto: Divulgação | eureciclo

Em novembro de 2020, a eureciclo lançou selos diferentes para indicar a porcentagem de embalagens recicladas pelas empresas certificadas: os 22% estabelecidos por lei ou 100% do volume total.

“Como a eureciclo já conta com mais de 5 mil empresas parceiras em todo o país, as chances de encontrar um selo da empresa são grandes. Ele tem a forma de um sorriso e garante que aquela empresa investe na cadeia de reciclagem, ao destinar corretamente materiais equivalentes e que possuem o mesmo impacto”, diz Vidal.

Ao escolher um produto que possui o selo eureciclo, o consumidor incentiva cooperativas de catadores e operadores, e ainda fortalece as marcas engajadas, já que a atuação da empresa garante uma remuneração justa aos profissionais da cadeia de reciclagem. Até hoje os recursos destinados pela certificadora já ultrapassam os R$17 milhões.

- Publicidade -