Por WWF-Brasil

A série “Nosso Planeta” (“Our Planet”), lançada em abril de 2019, foi o documentário mais assistido pela Netflix em 2019. A rede WWF – apoiadora do projeto – aproveitou o extenso levantamento de dados e de imagens que embasou a produção e desenvolveu o projeto educacional Nosso Planeta Educação.

Lançado inicialmente na Inglaterra, Escócia, Irlanda e no País de Gales, o Nosso Planeta Educação chega ao Brasil com conteúdos gratuitos e que não exigem que professores ou alunos assistam à série. A iniciativa, que torna acessível o conceito de biodiversidade e destaca a necessidade de combater a crise climática, oferece sugestões e inspiração para que a defesa da natureza possa ser tratada de maneira adequada em qualquer etapa do ensino básico.

“Entendemos que é preciso informar e formar a sociedade para um novo modo de ser e estar no mundo, dada a escala do impacto humano sobre o planeta.  Isso passa pelo entendimento do conceito de biodiversidade, pelo engajamento em torno de grandes questões do nosso tempo, como a crise climática, e também por atitudes cotidianas: o consumo responsável e a redução do desperdício de alimentos, por exemplo”, explica Gabriela Yamaguchi, diretora de Engajamento do WWF-Brasil. 

O material foi adaptado para atender o currículo escolar oficial por meio do portal queronaescola.com.br, que desenvolveu atividades presenciais adaptadas ao contexto de cada instituição.

O projeto abrange escolas municipais, estaduais e técnicas, incluindo faixa etária, envolvimento com o tema e acesso a biomas. Nas diferentes oficinas, os estudantes podem participar de jogos; fazer um simulado de convenção da ONU sobre o clima ou debater desastres ambientais recentes no Brasil e tentar chegar a propostas. No caso das atividades virtuais, o projeto conta com o apoio da tecnologia de comunicação à distância “Skype Classroom”.

Os materiais de apoio para professores e estudantes já estão disponíveis gratuitamente no site  wwf.org.br/nossoplanetaeducacao