No próximo sábado, dia 28 de setembro, a Fundição Progresso promove a quarta edição anual do Plante Rio. O evento, que incentiva a busca de soluções sustentáveis e integradas para os ambientes urbanos, terá uma abertura especial com uma performance-instalação do artista plástico Ernesto Neto, que celebrará a inauguração do primeiro Jardim de Chuva do Rio de Janeiro.

A natureza é a principal fonte de inspiração para as questões das cidades que o Plante Rio sempre aborda. Em sua homenagem, a Fundição também inaugura a grade-escultura AgradeSer, nova fachada do centro cultural que estreita a relação com o seu entorno. A grade de 93 metros integra-se ao Jardim de Chuva de 200 metros quadrados que ficará de frente para os Arcos da Lapa.

Jardim de Chuva

O Jardim de Chuva terá como função absorver o excesso de água das chuvas para evitar alagamentos na região. Além, é claro, de ser um espaço lindo e produtivo, com espécies nativas que amenizarão ondas de calor e servirão como fonte de recursos para abelhas, pássaros e todos os seres vivos que habitam o bairro – inclusive nós, humanos.

Com 200 metros quadrados, o jardim terá espécies nativas, comestíveis, medicinais e de floração, que serão compartilhadas com os moradores do entorno.

Fundição Progresso

Estas duas intervenções impactantes no território da Lapa coincidem com a nova etapa da Fundição Progresso: em seu vigésimo ano de serviços prestados à arte e ao entretenimento, o centro cultural independente do Rio atualiza sua filosofia de gestão e inclui a busca da sustentabilidade em seus propósitos.

Fundição Verde é a evolução natural de uma série de temas que a Fundição Progresso abraçou nos últimos anos, como o Canto das Flores e o Jardim Olho D’Água cultivados pelo Organicidade, as feiras do Mercado Fundição e as discussões do Plante Rio. Nesta edição, haverá muitas rodas de conversa e palestras especiais, com participações do pesquisador do Jardim Botânico Gustavo Martinelli, da socióloga Paula Johns, diretora da ACT Promoção da Saúde, de Mônica Guerra, criadora do Comida do Amanhã, e do educador ambiental Marcos Sorrentino. Eles apresentarão suas visões a partir do novo e inspirador livro do cacique Ailton Krenak, “Ideias para adiar o fim do mundo”.

Para esta edição, o Plante Rio criou ainda uma parceria com o Conecta, espaço para que novas iniciativas possam ser ouvidas e, com a inteligência coletiva, traçar soluções ativando as redes de todos os presentes.

A já tradicional Feira do Plante Rio reflete o respeito e a valorização pelos pequenos produtores, com a diminuição das distâncias entre produtores e consumidores e deliciosos almoços que são verdadeiras celebrações da biodiversidade local de produtos agroecológicos e orgânicos. Produtos cheios de vida e cultivados por quem ama o planeta. Aberto a toda a família, o Plante Rio traz atrações para todas as idades, com exposição de arte, circo, shows, oficinas e contação de história indígena.

Programação:

Plante Rio – Quarta Edição
Local: FUNDIÇÃO PROGRESSO (Endereço: Rua dos Arcos 24, Lapa)
Data: 28 de setembro de 2019
Horário: das 9h às 19h
Informações: site da Fundição Progresso

Foto: Thad Roan/cc e Imagem do projeto

Leia também:

Como os jardins de chuva transformaram um bairro no deserto do Arizona.