scooter elétrica
Foto: Voltz
- Publicidade -

A Unidas Livre vai oferecer planos de assinatura da scooter elétrica EV1 Sport. A locação por assinatura O projeto é uma parceria com a Voltz, fabricante do veículo, e começa na segunda semana de março de 2022 com 50 unidades da scooter disponibilizadas nas cidades e regiões metropolitanas de São Paulo (SP) e Recife (PE). A expectativa é de expansão para outros estados e capitais do país ao longo deste ano.

As assinaturas estarão disponíveis nos planos de 18, 24 e 30 meses, a partir do investimento de R$ 650,00 por mês. Na mensalidade estão inclusas toda a documentação da scooter elétrica (emplacamento, IPVA e licenciamento), manutenção preventiva, cobertura a sinistros, assistência 24h, e pontos de recarga nas lojas Unidas.

“A scooter elétrica é uma opção de mobilidade sustentável e econômica, uma vez que os custos com recarga são de apenas R$ 6 por mês contra quase R$ 300 mensais de um carro à combustão”, destaca Breno Davis, Head de Frotas da Unidas.

- Publicidade -
scooter elétrica assinatura
Foto: Voltz

Para Breno, o serviço de locação por assinatura pode ser a melhor opção aos clientes que desejam experimentar a tecnologia elétrica de uma forma ainda mais econômica.

“Essa parceria mostra o crescente interesse das empresas e da sociedade em migrarem para os veículos elétricos que, inegavelmente, já representam o futuro do transporte”, afirma Renato Villar, CEO da Voltz.

Para saber mais sobre a iniciativa, que busca oferecer uma opção de mobilidade mais econômica e tecnológica, basta acessar o link.

Sccoter elétrica EV1 Sport

scooter elétrica assinatura
Foto: Reprodução | Unidas Livre

Criada pela startup Voltz, a EV1 Sport possui velocidade máxima de 75 km/h e pode alcançar até 180 km de autonomia. A scooter ainda conta um painel digital que permite visualizar informações correspondentes à velocidade, capacidade da bateria, modo de pilotagem, quilometragem e mais. Além disso, possui função ré, amplo espaço interno e conexão bluetooth.

Esse modelo de scooter elétrica pode ser equipado com uma ou duas baterias removíveis, que podem ser carregadas na moto ou separadamente. O tempo de recarga da bateria, que pode ser conectada a tomadas 110V ou 220V, é de até cinco horas. “Considerando estimativas de autonomia para a versão com duas baterias, o gasto para rodar até 20 km é de apenas 30 centavos”, explica Villar.

LEIA MAIS:

- Publicidade -