A partir de junho, serão iniciadas as obras para retirar a ciclovia do canteiro central da praia do José Menino, em Santos, maior cidade do litoral de São Paulo. A intenção da medida é aumentar o número de carros que passam pelo local e reduzir os índices de congestionamento na divisa entre Santos e São Vicente.

As obras para excluir a ciclovia são coordenadas pela prefeitura de Santos, atualmente sob o comando de Paulo Alexandre Barbosa (PSDB-SP), que desativou a faixa para ciclistas em fevereiro deste ano. A via destinada a bicicletas é considerada a principal culpada pelos altos índices de congestionamento na região, que recebe milhares de veículos nos horários de pico.

Sem a ciclovia, o local vai ganhar uma nova faixa para automóveis na região, “desafogando” o trânsito e aumentando o número de veículos a partir dos próximos seis meses. A CET vai montar um esquema especial durante a exclusão da ciclovia, já que as obras vão intensificar mais ainda o trânsito na área, pelo menos, até agosto.

A retirada da ciclovia de Santos decepciona boa parte dos ciclistas da região, que já haviam perdido a pista no começo deste ano, quando foi desativada. Além da faixa para bicicletas do canteiro central da praia do José Menino, está desativada a ciclovia da Avenida Francisco Glicério, que aguarda o projeto de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Com informações do G1.

Alterações oficiais nas ciclovias de Santos

Após a publicação desta matéria o CicloVivo recebeu, por e-mail, a justificativa da Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos sobre as alterações nas ciclovias da cidade. Leia na íntegra:

 

"A informação de que Santos perdeu um trecho de ciclovia não é correta. Parte da ciclovia da orla que tinha seu trajeto no canteiro central na Avenida Presidente Wilson, entre a divisa com São Vicente e o emissário submarino, foi desativado porque uma outra pista exclusiva para ciclistas foi construída ao lado, entre os prédios e a faixa de areia, e já está aberta ao trânsito de bicicletas desde dezembro de 2012 para substituí-la. A nova pista garante mais segurança ao ciclista, pois ali ele transita sem conflito com os veículos automotores.  Dentro de seu plano de governo para a melhoria da mobilidade urbana, a prefeitura de Santos investe na ampliação da malha cicloviária, que chega a 32 km de extensão e está plenamente interligada. No momento, segue em construção a pista da Av. Nossa Senhora de Fátima (Zona Noroeste) e em projeto a da rua João Pessoa (Centro)."

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.