Uma bicicleta elétrica, com capacidade para transportar cargas e equipada com painéis fotovoltaicos pode ser a solução ideal para pessoas que moram em comunidades afastadas. Esta é a ideia dos canadenses Roger e Alexis Christen, os desenvolvedores da Solar-E-Cycle.

O filho, Alexis, trabalha montando bicicletas personalizadas. O pai, Roger, atua há 25 anos em projetos de desenvolvimento e energia no continente africano. Juntos, eles resolveram unir seus conhecimentos para criar uma ferramenta que facilitasse a vida de pessoas que vivem em regiões sem eletricidade ou sistemas efetivos de transporte e saneamento.

A bicicleta planejada por eles é um modelo criado a partir de bikes antigas reaproveitadas. A base para a estrutura é feita com as peças velhas, mas que ganham a forma de um pequeno carro. Assim, o veículo possui quatro rodas e espaço para transportar cargas.

Equipada com placas fotovoltaicas, a Solar-E-Cycle também atua como um gerador de energia. A eletricidade produzida é armazenada em pequenas baterias e pode ser usada para movimentar a própria bicicleta ou funcionar como um gerador para abastecer pequenos equipamentos ou levar luz às áreas rurais.

A maior motivação para este trabalho foi o estilo de vida de mulheres que moram em áreas pobres da África. Sem possuir estruturas de saneamento básico, essas pessoas precisam caminhar dezenas de quilômetros diariamente para conseguir água para a família. Além deste esforço, muitas vezes o que encontram é um recurso contaminado, que gera doenças e mortes.

Para minimizar este problema, a Solar-E-Cycle surge como solução para o transporte e também para a água. Por funcionar como fonte de energia, a bicicleta pode disponibilizar a eletricidade suficiente para acionar um sistema de raios ultravioletas e uma pequena bomba de água. Isso seria suficiente para reduzir consideravelmente a quantidade de micro-organismos presentes na água usada para o consumo humano.

Por fim, a última utilidade planejada para este veículo seria o transporte de pessoas em casos médicos. O projeto está em busca de financiamento coletivo, para que seja produzido em larga escala e distribuído a comunidades carentes da África.

Clique aqui para saber mais e apoiar esta ideia.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.