- Publicidade -

A cidade de Nova York se prepara para eleger um novo prefeito. Assim como aconteceu em São Paulo, os candidatos têm apoiado as causas dos ciclistas para conseguirem mais apoio. Até mesmo o candidato Anthony Weiner, que já prometeu acabar com as ciclovias, mudou o discurso.

Um artigo publicado essa semana no Capital New York mostra a disputa entre os candidatos e as propostas de cada um deles para tornar a metrópole norte-americana uma cidade mais segura para o uso da bicicleta como meio de transporte.

Após mudar de lado, Weiner promete um abono de US$ 120 nos impostos sobre os funcionários para aqueles empregadores que incentivam seus colaboradores a utilizarem a bicicleta para a locomoção diária entre o trabalho e a residência.

- Publicidade -

Essa é uma das estratégias usadas pelo candidato para aumentar em 25% os deslocamentos feitos em bicicletas no prazo de quatro anos. “Centenas de milhares de nova-iorquinos já reconheceram as vantagens de andar de bicicleta e é hora da cidade oferecer benefícios para este transporte”, declarou Weiner em comunicado oficial.

Ele ainda completou dizendo que investir em bicicleta é garantia de diversos retornos futuros. “Devemos considerar o ciclismo como mais do que apenas uma vantagem monetária para os funcionários e as empresas, é um investimento no futuro da saúde dos nossos cidadãos e o meio ambiente da nossa cidade.”

Outro candidato, o advogado Bill de Blasio, também aposta na bike. Mas, a estratégia utilizada se baseia na educação e promoção de estruturas mais seguras, para que a quantidade de ciclistas urbanos em Nova York dobre até 2020, em relação aos números atuais. Ele se comprometeu em ampliar as ciclovias e oferecer mais estruturas físicas para estimular o uso da bike.

Redação CicloVivo

- Publicidade -