Na bacia hidrográfica do Alto Sorocaba funciona, desde de a década de 90, a Área de Proteção Ambiental (APA) de Itupararanga, que abriga remanescentes vegetais e serve de refúgio da vida silvestre. O local também é usado para ecoturismo, sendo a mountain bike a atividade mais famosa delas.

Estima-se que, semanalmente, 400 ciclistas circulam por todo o território dessa APA, que compreende os municípios de Alumínio, Cotia, Ibiúna, Mairinque, Piedade, São Roque, Vargem Grande Paulista e Votorantim.

Para estimular ainda mais os praticantes desse esporte, foi criado um guia com 15 rotas de diferentes níveis de dificuldades, confira abaixo algumas.

Volta de represa Itupararanga


Foto: SOS Itupararanga

Possui como atrativo belas paisagens naturais com mirantes em alguns trechos que possibilitam visão da represa Itupararanga. Em alguns pontos há acesso às margens desta represa. O percurso todo leva em média de seis a sete horas. Devido a longa distância (mais de 80 km) com muitas subidas íngremes não é recomendado para iniciantes.

Terra Preta

Essa rota é recomendado para os mais aventureiros. Apesar de a distância ser de apenas oito quilômetros, há desafios técnicos para o ciclista. Quase todo arborizado, o circuito possui descidas íngremes que requerem muita habilidade. O local foi construído para competições na cidade de Ibiúna e podem ser apreciadas as paisagens rurais ao longo do trajeto.

Circuito de Cicloturismo Ecológico de Ibiúna


Foto: elicrisko/Flickr

Além de paisagens da Mata Atlântica, os ciclistas podem apreciar cachoeiras, mirantes, grutas, represas e lagoas. Com distância de 162km, é recomendado fazer o trajeto em alguns dias para aproveitar as belezas naturais da região.

Rota Sebandilha em Mairinque

Uma das poucas rotas indicadas para iniciantes é esta de 30 quilômetros. Sem exigir muitas dificuldades técnicas ou físicas, o trajeto possui paisagens montahosas e leva a um dos pontos de acesso à represa Itupararanga. Além disso, passa por trilhos da ferrovia Mairinque-Santos e pela prainha da Sebandilha.

Rota do Vinho (Ibiúna a São Roque)

Observar as paisagens rurais e as vinícolas da região são os principais atrativos. Com distância de 65 km, possui nível de dificuldade médio, pois além da distância há longas subidas. Todo a rota é feita no asfalto.

A relação completa de rotas e mais detalhes podem ser vistos aqui.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.