Uma antiga igreja em Londres, na Inglaterra, foi escolhida para receber uma intervenção artística inusitada: uma camada de grama viva cobriu suas paredes, embelezando a edificação temporariamente.

Construída em 1900, o templo religioso foi o primeiro na Inglaterra a ser construído com concreto. A partir da década de 60, passou a funcionar como estúdio de arte e galeria, função que exerce até os dias atuais.


Foto: Ackroyd & Harvey

Já como um espaço cultural, a intervenção foi realizada em 2003 pelos artistas britânicos Ackroyd & Harvey e pelo músico e compositor Graeme Miller. Mais de uma década depois, a obra ainda hoje surpreende pelos efeitos da grama e da luz.

O revestimento só foi possível através de uma mistura de sementes já germinadas de grama com argila. Água e luz natural também foram cruciais para que o projeto desse certo. Em apenas três semanas a grama já havia tomado conta do lugar.


Foto: Ackroyd & Harvey

Segundos o site dos artistas, a ideia de revestir o interior da igreja com grama era surpreender: “Nós estávamos curiosos sobre como o espaço arquitetônico, a atmosfera e as percepções das pessoas entrando no local, seriam afetados pela aplicação de nossos materiais.” Além dos motivos artísticos, também houve a preocupação de utilizar materiais que funcionassem bem com a ressonância do som, já que o espaço também é utilizado para audições musicais.


Foto: Ackroyd & Harvey


Foto: Ackroyd & Harvey

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.