Foram inauguradas duas residências impressas em 3D daquela que promete ser a primeira vila construída totalmente com este método. A novidade está nascendo na zona rural do estado mexicano Tabasco.

O projeto é da organização sem fins lucrativos New Story em parceria com a companhia norte-americana Icon, responsável pela tecnologia, e com a ÉCHALE, também sem fins lucrativos. As casas de 46 metros quadrados vão abrigar famílias em situação de vulnerabilidade social. Pessoas que hoje vivem em abrigos improvisados e inseguros ganharão residências com dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

Apesar de pequenas, as casas têm tudo que os residentes precisam e foram projetadas acima dos requisitos de segurança padrão, incluindo fundações robustas. Isso porque além da preocupação em construir estruturas duráveis havia a necessidade de garantir a proteção dos moradores, uma vez que o bairro está em uma zona sísmica. Além de serem tão bem decoradas que parecem ter sido tiradas do Pinterest.

Os lares foram co-projetados com o feedback das famílias. De baixa renda, elas foram pré-selecionadas e serão transferidas após a conclusão da comunidade, sendo que ao todo serão 50 casas.

casas impressas em 3D
Como serão as novas residências.

Processo

Para construir, é usado uma mistura baseada em cimento chamada de Lavacrete. Sua formulação não foi divulgada, mas a Icon afirma que a combinação está acima da resistência dos materiais de construção existentes e as matérias-primas são de fácil origem -, podendo ser obtidas em qualquer lugar do mundo. Além disso, o sistema aproveita a alta massa térmica de concreto para maximizar o conforto e a eficiência dos residentes.

O material é preparado pelo sistema Magma, projetado pela companhia, que mistura o Lavacrete, aditivos e água automaticamente. Por fim, entra em cena a impressora Vulcan II, desenvolvida para suportar as restrições comuns de áreas rurais. O modelo possui controles intuitivos, monitoramento e suporte remotos, iluminação LED integrado (para impressão noturna ou em condições de pouca luz) e um conjunto de software personalizado que garante que a configuração, as operações e a manutenção sejam as mais simples e diretas possível, de acordo com a Icon.

Mas os desafios de se construir na zona rural do México vão além da técnica: a energia local pode ser imprevisível e as chuvas frequentemente inundam as estradas de acesso ao canteiro de obras. Talvez por isso o ritmo de construção não foi tão rápido quanto se esperava, afinal todo o bairro era prometido para ser entregue em 2019.

Inclusão

“A maioria das famílias nesta área é de uma população indígena que historicamente foi deixada de fora dos programas governamentais”, afirma a organização New Story. O grupo realizou uma parceria com o governo local, que forneceu a terra e que ampliará o projeto para garantir aos moradores da vila o acesso a espaços verdes, parques, entre outros serviços.

Usando a construção tradicional, a organização já construiu 2.700 casas no Haiti, El Salvador, Bolívia e México. A esperança, segundo a New Story, é que o novo projeto influencie o setor como um todo. “Por meio da tecnologia, software e material avançado, as equipes aprenderão, repetirão e compartilharão os aprendizados com outras organizações sem fins lucrativos e governos para ajudar todos a melhorar e alcançar as famílias mais rapidamente”, garante a organização.