casa tijolos jardins Vietnã
Foto: Hiroyuki Oki
- Publicidade -

Uma construção chama a atenção na vila de Bat Trang, Vietnã. É uma casa de 5 andares que aproveita a cerâmica típica da região em sua fachada, com perfurações e jardins elevados que garantem a refrigeração.

O projeto é do estúdio Vo Trong Nghia Architects e a casa foi construída para uma família de sete pessoas que queria viver em uma construção integrada à natureza, e que também abrigasse uma loja de cerâmica.

- Publicidade -

A Bat Trang House, como foi chamada, é envolvida por 4.098 tijolos de cerâmica que foram feitos individualmente sob medida para criar uma pele perfurada com aberturas funcionais.

Os tijolos foram feitos à mão por produtores locais. “A arquitetura da superfície, com aberturas verticais na fachada se mesclam com as árvores criando um toque verde para a área”, explicam os arquitetos.

Uma série de jardins elevados preenche o espaço entre as paredes externas e uma segunda fachada interna. A fachada interna tem janelas com vista para o verde e garantem a iluminação natural dos ambientes.

As aberturas das peças de cerâmica garantem a circulação do ar e as árvores e outras plantas fornecem uma zona de ar resfriado, que garante uma temperatura agradável no interior, mesmo nos dias mais quentes.  

“As aberturas são ideais para garantir a circulação do ar e a entrada da luz do sol, na medida certa, especialmente no verão. O uso do ar condicionado elétrico não é necessário.”

Vo Trong Nghia Architects

O interior emprega uma paleta de terracota que une o interior com a parede de tijolos cerâmicos. O térreo, o primeiro andar e o subsolo da casa são dedicados à loja de cerâmica, enquanto os três andares superiores são dedicados aos espaços residenciais do edifício.

Apesar do clima quente do Vietnã, grandes janelas foram usadas em toda a casa, proporcionando vista para os jardins elevados e aumentando a conexão com a natureza. O design em camadas da casa filtra a luz e evita o superaquecimento do prédio.

As portas de vidro da cozinha levam a um terraço com jardim. Foto: Hiroyuki Oki

“Grandes painéis de vidro foram integrados sem medo de superaquecer a casa, já que a luz direta do sol era filtrada pelas duas camadas da fachada de cerâmica e da fachada verde”, explicam os arquitetos.

“O espaço tampão é plantado com áreas verdes consideráveis, garantindo que a natureza esteja presente no dia a dia do proprietário.”

Vo Trong Nghia Architects

O estúdio manteve os interiores simples e minimalistas, usando madeira escura em toda a casa em recursos como piso, painéis, vigas e caixilhos das janelas. A luz externa é filtrada pela vegetação e abertura dos tijolos de cerâmica.

- Publicidade -