- Publicidade -

O condomínio Dockside Greens construído nas proximidades do porto de Victoria, no Canadá, possui área de 70 mil m² e um sistema próprio de tratamento de água. O empreiteiro do local, Joe Van Belleghem, explica que, mesmo que a ideia de possuir uma estação de tratamento de esgoto em seu próprio quintal possa parecer estranha, as unidades com esse perfil são vendidas com muita rapidez.

Belleghem foi o empreiteiro vencedor de um concurso realizado pela cidade em 2004, para o desenvolvimento do Dockside Greens. O condomínio, idealizado por ele, conta com uma rede de lagoas e canais, repletos de plantas nativas e animais. A água que circula nesses locais é reciclada em uma usina de tratamento de esgoto adjacente.

Os benefícios desse sistema, não se limitam a uma paisagem bonita. A água tratada é reutilizada nas descargas e para irrigação das plantas, ajudando assim a diminuir o valor da conta dos moradores. Esse é um dos motivos que facilitam a venda das casas no condomínio.

- Publicidade -

O cuidado com as construções nas proximidades do porto foi essencial para a criação do residencial. O projeto previa a construção de casas em harmonia com a preservação do porto, já que ele faz parte da tradição da região e tem uma importância econômica bastante significativa.

O condomínio conta também com uma usina de aquecimento, que utiliza dejetos da madeira abatida no local e um gás de queima limpa para aquecer os ambientes e a água dos moradores.

A sustentabilidade está presente em outros lugares, como a instalação de turbinas eólicas no telhado e aproveitamento da iluminação natural. Essas medidas reduziram os gastos com energia em 50%.

A economia de água e energia é sentida na natureza e também no bolso de cada um dos moradores, que reduziram consideravelmente seus gastos.

Com informações do jornal The New York Times

+ Vila olímpica de Vancouver recebe certificação máxima

+ Coréia do Sul quer construir cidade mais verde do mundo

- Publicidade -