Inicio Vida Sustentável Entenda o que significam os números nas etiquetas de frutas e legumes

Vida Sustentável

Entenda o que significam os números nas etiquetas de frutas e legumes

Eles nos ajudam a entender a forma como as frutas, legumes e outros vegetais foram produzidos.

17 de novembro de 2016 • Atualizado às 12 : 04
Entenda o que significam os números nas etiquetas de frutas e legumes

Apesar de não ser obrigatório, esses selos são usados para entender a procedência dos alimentos. | Foto: iStock by Getty Images

13.45K
0

Você já deve ter reparado que muitos alimentos frescos possuem uma etiqueta com números e, em alguns casos, o país ou local de origem de onde foram produzidos. Em geral, este não é um número usado para rastrear alimentos. Mas, eles nos ajudam a entender a forma como as frutas, legumes e outros vegetais foram produzidos.

As séries são códigos de PLU (Price Look-Up), uma ferramenta criada pela Federação Internacional para Padrão de Produção (IFPS). Apesar de não ser obrigatório, esses selos são usados para entender a procedência dos alimentos. Elas são aplicadas, principalmente, em commodities, para facilitar o controle na comercialização entre países. Portanto, são mais comuns em alimentos importados ou exportados.

Em geral, segundo a IFPS os códigos de PLU possuem quatro ou cinco dígitos e existem mais de 1.400 combinações registradas. Nos casos em que a sequência possui apenas quatro números, eles não têm significado específico algum. São apenas identificações que diferenciam os tipos de produto, mas que demonstram que eles foram cultivados de maneira tradicional, ou seja, usando agrotóxicos e fertilizantes.

A grande diferenciação dos códigos acontece quando eles possuem cinco números. As séries que começam com o numeral “8” significam que o alimento é proveniente de cultivo geneticamente modificado. Já as séries que começam com o número “9” representam produtos orgânicos.

Como o selo não é uma norma, nacional ou global, nem todos os alimentos possuem o código que ajuda o consumidor a identificar a procedência dos produtos. Portanto, este não pode ser usado como único parâmetro para identificar orgânicos e não-orgânicos. Mas, quando as etiquetas estiverem disponíveis, esteja sempre atento para não cair em armadilhas.

Clique aqui para mais informações sobre os códigos PLU.

Redação CicloVivo

 

 

(13453)

logo
Fechar
Abrir
logo