No sábado, 30 de novembro, alunos, pais e professores do Colégio Franciscano Pio XII, instituição de educação particular de São Paulo, se encontraram no Parque Burle Marx, localizado no bairro do Morumbi. Para comemorar os 65 anos de fundação do colégio, a instituição decidiu revitalizar o Bosque das Jabuticabeiras e realizou o plantio de 65 novas árvores, entre jabuticabeiras e espécies de Mata Atlântica.

Alunos do 4º ano do Ensino Fundamental, que neste semestre estudam a biografia de Burle Marx, assim como os alunos de maternal, que estudam as jabuticabeiras, foram os protagonistas desta celebração com suas famílias. O presente de aniversário do colégio foi entregue ao Parque Burle Marx e seus frequentadores.

O Bosque das Jabuticabeiras está inserido em uma vasta área do parque que engloba também a Casa de Taipa de Pilão, identificada como um dos remanescentes da produção arquitetônica do período bandeirista paulista. A construção está em processo de restauração e será reinaugurada no próximo ano.

“Temos muito orgulho de promover este projeto que tem por objetivos preservar a natureza e a cultura de nossa cidade, nas comemorações de nossos 65 anos.”, diz Fátima Lopes dos Santos Miranda, diretora do Colégio Franciscano Pio XII.

Outra ação que fez parte das comemorações foi o plantio de um exemplar do Poste da Paz, projetado no Maker Space do Colégio, como parte da iniciativa internacional Peace Pole Project. O pequeno obelisco foi criado para lembrar do compromisso de trabalhar por um mundo mais pacífico e traz a frase “Que a Paz prevaleça na Terra”, criada pelo poeta e filósofo japonês Masahisa Goi em 1955, nos idiomas português, inglês, espanhol e o hebraico. Desde sua criação, o poste já foi plantado em todo o globo, com mais de 250 mil exemplares.

Vera Gresse, mãe de dois alunos do colégio Pio XII, aprovou as comemorações de aniversário com a participação dos filhos. “Achei incrível e importante participarmos do plantio das jabuticabeiras. Além de darmos a nossa contribuição para a revitalização do parque, as crianças poderão sempre visitar, acompanhar o crescimento das árvores e sentirem orgulhosas de terem feito parte dessa história. O evento também foi muito legal, eles se divertiram!”