Talvez você não saiba, mas o melhor brinquedo do mundo para as crianças é a própria natureza – brinquedo bom, bonito, barato e ao alcance de todos. Além do mais, brincar na natureza é essencial para a saúde.

Mas parece que estamos esquecidos do quão relaxados ficamos quando colocamos os pés na terra, tomamos sol, sentimos o vento no rosto ouvindo o canto dos pássaros e o farfalhar das folhas secas enquanto caminhamos.

Nos encontramos tão afastados do contato com o mundo natural que brincar ao ar livre virou até recomendação médica. Está comprovado que crianças que brincam na natureza têm menos riscos de sofrer ansiedade, depressão, problemas cardiovasculares e respiratórios, obesidade, diagnósticos de TDAH, dislexia, entre outros.

A qualidade do brincar na natureza é carregada de significado e incomparável, pois a energia viva advinda do mundo natural impregna a organização corpórea da criança gerando saúde e bem estar.

Atividades corporais livres e espontâneas como correr, pular, saltar, rolar, escorregar, girar, subir e descer morros, trepar em árvores, etc, são essenciais nos primeiros anos de vida que correspondem ao ciclo do movimento. Em contato com o mundo natural as crianças brincam ao mesmo tempo que aprendem sobre ciclos de vida e morte, fluxos vivos, ritmos e processos dinâmicos, e sobre tudo criam vínculo afetivo com a mãe Terra, tornando-se cuidadores do meio ambiente.

Richard Louv, jornalista norte-americano, Fundador da Children Nature Network, considerado uma das maiores autoridades mundiais no tema criança e natureza afirma que se quisermos promover a saúde e bem estar da nossa espécie precisaremos equilibrar a balança entre o tempo que passamos em ambientes fechados, de frente para as telas, e o tempo que dedicamos à atividades ao ar livre, em contato direto com a natureza.

Então vamos lá, aproveite as férias para conectar as crianças à natureza. Fica aí a sugestão de uma das brincadeiras mais gostosas que todas as crianças adoram: fazer comidinha com flores, folhas, sementes, misturado com terra e um pouquinho de água.

Saia com elas à procura dos ingredientes num passeio descontraído pelo parque ou praça recolhendo o que estiver solto pelo chão. Tenha à mão alguns potes e deixe as crianças livres para fazer bolos, tortas e muitas comidinhas gostosas!

Bom apetite! Brincar alimenta a alma!