Pelo 12º ano consecutivo, a Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) preparou um Guia de Preços de Supermercados. São avaliadas 22 cidades de 15 estados brasileiros, além do Distrito Federal. A análise mostrou que se o consumidor mudar ou adaptar os hábitos de compra pode poupar cerca de R$ 2.819 por ano.

Este foi o exemplo mais significativo encontrado na cidade de São Paulo, para quem, por exemplo, deixar de ir ao mercado VIP, no Tatuapé, e começar a ir ao Assaí, na Vila Carrão, ambos na Zona Leste da capital paulista. Se o consumidor comprar a cesta sugerida pela Proteste com produtos que não são de marcas líderes também contribui para o resultado. A menor economia detectada foi em Porto Alegre: quem trocar o Center Shop pelo Gecepel economiza R$ 732,13 em um ano.

A diferença entre preços – às vezes entre supermercados vizinhos – pode ser gritante. No Rio de Janeiro, por exemplo, o quilo do tomate variou entre R$ 2,49 e R$ 8,99, uma diferença de 261%. Quem não quiser ou não puder bater perna por aí, analisando a variação de preços, corre o risco de levar para casa um tomate pagando quase quatro vezes mais caro.

Durante o estudo foram compradas duas cestas de produtos, definidas de acordo com dois perfis de consumo distintos. A primeira é composta por 104 produtos com marcas líderes de venda, nas categorias: mercearia, higiene e limpeza, perecíveis, hortifrutti, entre outros. A segunda tem 90 produtos com marcas mais baratas encontradas nos estabelecimentos, os mesmos da primeira cesta, mas sem carne, frutas, verduras e legumes.

Dicas na hora de ir às compras

customer picking at market

Na hora de fazer as compras, a primeira dica é: faça a sua lista e seja fiel ao que se propôs a comprar.  Segundo, jamais vá ao supermercado com fome e, se possível, não leve crianças – elas costumam estimular a colocação de itens a mais no carrinho, como guloseimas.

Também indicamos não passar muito tempo entre uma compra e outra, para não acabar levando produtos sem necessidade. Ir às compras com a calculadora em mãos também é positivo: você pode somar tudo o que colocar no carrinho com um limite já estabelecido pelo orçamento.

Uma dica interessante e que pode ajudar na economia, é pesquisar os preços em estabelecimentos longe e perto de sua residência. Se a distância entre o supermercado mais caro e o mais barato for grande, pode valer a pena dedicar um dia no mês para fazer uma compra mais pesada. O gasto com combustível não será tão significativo assim, se for comparado ao valor economizado nas compras.

Caso o deslocamento não valha a pena, o consumidor pode acessar este link e fazer uma simulação personalizada de sua compra. Por lá, é possível descobrir qual o melhor supermercado para você realizar suas compras de acordo com a sua localização. Coloque a cidade e escolha a cesta 1 ou a cesta 2.

Você ainda pode aprender a economizar na hora de escolher hortifruti neste link e nunca se esqueça: pesquise sempre antes de comprar.