A expressão “vampirizar energia” refere-se à eletricidade usada por eletrodomésticos e eletrônicos quando estão em modo stand-by ou mesmo desligados. A energia desperdiçada nesses aparelhos, mesmo quando não estão em uso, poderia ser responsável por cinco a 30% dos gastos em uma conta de luz.

Existem maneiras de minimizar esses gastos, que além de custarem caro para os usuários também saem caro para o meio ambiente. Seguem algumas dicas de como tornar a estrutura doméstica mais eficiente.

Instruções:

1. Luzinhas custam muito dinheiro: desconecte da tomada quaisquer dispositivos que não são usados com muita frequência. Estes aparelhos são usados de vez em quando e normalmente por um curto período de tempo. Por exemplo, o relógio do microondas, que costuma ser verificado quando a hora é acertada (duas vezes por ano), ou quando a pessoa está de passagem pela cozinha. Esse pequeno detalhe custa dinheiro.

2. Desligue vários dispositivos de uma só vez. Para os eletrônicos que precisam ser ligados facilmente, o ideal é que eles sejam conectados a um estabilizador. Desta forma, tudo que é preciso fazer é virar uma chave de energia para ligar o dispositivo.

3. Desligue os carregadores quando não estão em uso para pararem de sugar energia. Ao carregar pequenos dispositivos eletrônicos como celulares, iPods, ou até mesmo uma escova de dentes elétrica, plugue o carregador somente o tempo suficiente para completar a carga. Quando a carga estiver completa, desconecte o carregador da tomada. Se ligar e desligar as coisas é inconveniente, siga o passo dois e ligue todos os seus carregadores em um estabilizador. Dessa forma, quando você quiser recarregar dispositivos você pode simplesmente ligar o interruptor para a carga e depois desligá-lo quando terminar.

4. Verifique se há um interruptor principal. Alguns eletrônicos vêm com dois interruptores. Assim, mesmo você achando que eles estão desligados, eles ainda podem estar consumindo energia. Por exemplo, o desktop de computadores tem o interruptor de alimentação na parte frontal que acende quando ligado e, em seguida, o interruptor de corrente na parte traseira. Para impedir que esses tipos de dispositivos suguem energia, desligue o interruptor principal quando o computador não estiver em uso.

5. Use uma “régua” com dispositivos interligados. Uma das maiores perdas de energia é com dispositivos periféricos, como computador ou sistemas de entretenimento. Quando o computador é desligado, você não estaria usando o monitor, alto-falantes, ou outras coisas, mas eles ainda estão consumindo eletricidade em modo stand-by. Para melhorar esta perda basta usar uma “régua”. Com ela o status do dispositivo principal controla a energia dos dispositivos periféricos. Por exemplo, você poderia conectar a CPU do computador na fonte principal e o monitor às saídas “escravas” da régua. Quando a CPU é desligada, todos os periféricos também são encerrados, sem escape de energia. O mesmo se aplica à TV como dispositivo principal e com periféricos como leitor de DVD. Se necessário, a régua também tem uma saída para dispositivos que não devem ser desligados completamente, como caixas de TiVo ou DVR.

6. Mesmo em modo stand-by aparelhos novos podem salvar energia. Em uma escala maior, considere a compra de produtos com alta eficiência energética. Ao substituir os aparelhos antigos por novos a energia é poupada durante o uso e também no modo stand-by.

Redação CicloVivo

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.