dicas bichos plantas
Foto: Pixabay

Parece impossível a convivência harmônica entre pets e um jardim bonito, não é? Mas acredite, é possível ter um jardim amigável ao seu pet e bem cuidado!

É comum pessoas que gostem tanto de jardinagem quanto de bichos. São duas alegrias distintas, mas que podem se complementar. Contudo, algumas vezes as pessoas não conseguem harmonizar as duas coisas e acabam optando por apenas uma delas. Com alguns cuidados e seguindo algumas regras, podemos equilibrar tudo.

Foto: Pixabay

Primeiramente, é preciso ter claro que assim como os humanos, os animais também gostam de um espaço aberto para dar uma voltinha, relaxar e até interagir. Mas para que tudo dê certo, precisamos analisar o ambiente e os hábitos tanto dos animais quanto dos donos.

Animais precisam de atividades

Os animais, em especial os filhotes, têm muita energia. Eles precisam de passeios, brincadeiras e atividades para acalmar essa vitalidade. Por isso, não pense que seu cachorro vai ficar quietinho apenas apreciando o jardim. Ele precisa se sentir motivado com outras distrações.

Foto: Pixabay

Uma boa ideia é criar um ambiente do jardim destinado ao seu pet. Um cantinho com areia ou um pequeno playground para saltar, se for um gatinho. Um cachorro aprecia um gramado para correr e uma hortinha com algumas plantinhas “permitidas” como graminhas de milho ou de alpiste.

Foto: Pixabay

É importante deixar claro que ele pode aproveitar seu espaço, mas tem de respeitar a área que é comum. Claro que filhotes demoram um tempo para entender isso. Se ele ultrapassar os limites bata palma ou faça um ruído alto, assim ele vai acabar entendendo que não deve fazer isso.

Quando você for cuidar do seu jardim, jamais deixe seu pet por perto. Se ele vir você remexer a terra, ele pensará que pode te ajudar com isso, o que pode não ser uma boa ideia.

Foto: Pixabay

Observe caminhos que o pet percorre com muita frequência. Normalmente estes locais ficam marcados, sem grama ou pisoteados. Neste caso é melhor assumir isso como um local de trânsito e colocar pedras, areia ou algum piso drenante em substituição ao gramado ou ao canteiro desta região.

Lembre-se também de deixar um espaço para as necessidades dos bichinhos.

Foto: Pixabay

Pequenos truques para amenizar os estragos

Muita gente reclama que a urina acaba amarelando o gramado e isso é difícil de evitar. Jogar um pouco de água logo em seguida pode amenizar o dano. Se você já tentou educar seu bicho, mas ele insiste em remexer nas plantinhas, tente alguma dessas medidas:

Plantar mudas com cheiros fortes próximas ao local: como lavanda, citronela e alecrim ou então cortar pedaços de limão e deixar próximos ao canteiro. Eles não gostam de cheiros fortes e isso normalmente os afasta.

Enterrar as fezes do animal no canteiro: Isso vale para cães e para gatos, que normalmente repelem as próprias fezes, considerando um local “sujo”.

Perigos no quintal

O que mais costuma assustar os donos de bichos são os eventuais acidentes quando não estão por perto. Plantas com espinhos podem ocasionar alguns danos, mas normalmente o animal percebe logo que deve ficar distante e os danos geralmente não são graves.

Foto: Pixabay

O que mais preocupa as pessoas são as plantas tóxicas. Normalmente espécies que possuem um sulco leitoso ou são muito coloridas, oferecem risco aos animais. A lista é grande: comigo-ninguém-pode, antúrio, copo de leite, azaléa, espada-de-são-jorge e muitas outras. Mas isso não é motivo de pânico. A intoxicação depende muito da quantidade ingerida e do porte do animal.

Em geral os acidentes acontecem com os filhotes e eles é quem devem ser vigiados. Mas se você tem um bichinho muito danado, não custa tirar do alcance essas plantas.

Outro ponto de atenção são os fertilizantes e pesticidas usados no jardim. Algumas pessoas ainda utilizam uma mistura de farinha de ossos com torta de mamona. De fato, é um poderoso adubo, mas a torta de mamona é extremamente tóxica aos animais e na mistura com a farinha de osso, acaba sendo atrativa para os cães. Por isso, prefira adubos orgânicos, como a compostagem ou humus de minhoca.

Evite os venenos

Busque as alternativas naturais no controle das pragas e até mesmo aquelas receitinhas caseiras que são mais benéficas aos pets e ao meio ambiente. Quanto mais natural for o tratamento em seu jardim, melhor será para a saúde do bicho.

Foto: Pixabay

Viu como não é tão difícil harmonizar animais com jardim? Basta prestar atenção em alguns pontos e observar o comportamento do seu bichinho. Seguindo esses passos, certamente a convivência de seu pet com o jardim será recheada de bons momentos.

E se o animal está feliz e o jardim está bem cuidado, o dono fica satisfeito!