Cores, texturas, cheiros e sabores diferentes. Além de decorarem as mesas na noite de natal, as frutas desta época oferecem inúmeros benefícios à saúde. O CicloVivo ensina você a aproveitar o que as frutas desta época têm de melhor.

Ameixa
Comum nesta época do ano, a ameixa é uma fruta multifuncional para a saúde. Regula o intestino, aumenta a imunidade, melhora o humor e combate o envelhecimento precoce. Tudo isso se deve às fibras e às altas doses de minerais e vitaminas presentes na ameixa, que está mais do que liberada para quem quer emagrecer.

A maior parte das ameixas que consumimos é cultivada na Bahia, em Minas Gerais e no Distrito Federal, e o período de colheita dura de dezembro a fevereiro. A fruta foi trazida pelos europeus no século XVII, e se adaptou perfeitamente às condições climáticas do Brasil.

Pêssego
O segredo é consumir o pêssego em sua totalidade: a pele que cobre a fruta é a parte que tem mais minerais, vitaminas e antioxidantes. Cheio de fibras que regulam a digestão, o pêssego também previne pedras nos rins e tem grandes quantidades de potássio, que alivia os problemas cardiorrespiratórios.

Quem costuma cometer exageros nas festas de final de ano e procura um desintoxicante natural já pode dar às mãos para esta fruta: por ser altamente diurético, o pêssego ajuda a eliminar algumas toxinas do corpo e melhora o desempenho do fígado.

Cereja
Pouca gente sabe, mas esta fruta originária da Ásia pode ser considerada como um anti-inflamatório natural, que alivia as dores no corpo e previne infecções. Além disso, a cereja tem propriedades capazes de evitar o câncer, e, assim como o pêssego, também é indicada a reabilitação de final de ano – já que, além de ser muito diurética, também ajuda a hidratar o corpo.

Rica em vitaminas, a fruta atua contra a pressão alta e evita os gases intestinais. Apesar de ser doce, os diabéticos também podem consumir a cereja fresca sem moderação. Ela também está liberada para as pessoas que querem emagrecer, porque libera sensações de saciedade.

Abacaxi
Cultivado em várias regiões tropicais do mundo, o abacaxi faz muito bem à saúde. É possível aproveitar quase todas as partes da fruta – não apenas a polpa, mas também a casca. Muito consumido no verão, especialmente na época do natal, o abacaxi regula o colesterol e acelera a cicatrização.

Rica em fibras, vitamina C, betacaroteno e minerais, a fruta é uma grande inimiga da retenção de líquido, alivia a dor de estômago, combate as pedras nos rins e deve fazer parte da dieta das pessoas que estão dispostas a perder alguns quilos neste final de ano.

E que tal aproveitar as cascas do abacaxi? Elas podem ter vários destinos na cozinha: dá para preparar um doce bem saboroso com as sobras, e também é possível fazer um chá, eficiente no combate às doenças respiratórias.

Uvas
Todas as uvas desta época são verdadeiras doses de nutrientes, por isso, consuma-as sem moderação.  Além de serem boas fontes de vitaminas, elas contêm resveratrol, uma propriedade que elimina os coágulos que entopem as artérias. Além disso, são ricas em flavonoides, que inibem o envelhecimento das células e previnem o câncer. Quanto mais escuras as uvas, maior a quantidade destas substâncias na fruta.

Para aproveitar os benefícios que as uvas nos oferecem, é preciso ingerir toda a fruta, menos o caroço. As cascas das uvas de coloração escura e avermelhada aumentam a produção do colesterol HDL (que faz bem para a saúde), enquanto as uvas verdes possuem antioxidantes que aceleram o metabolismo e aumentam a imunidade do corpo.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.