Com 17 mil habitantes, a pequena cidade inglesa de Todmorden colocou em prática um grande projeto de alimentação acessível e saudável. Trata-se de um sistema em que a população pode se alimentar gratuitamente por meio de hortas urbanas.

São mais de quarenta hortas espalhadas nos espaços públicos do município. Qualquer morador pode abastecer sua dispensa, e ele também é incentivado a cultivar as hortaliças. As crianças já aprendem sobre a ação na fase escolar.

O projeto, fundado há cinco anos por Maria Clara e Pam Warhurst, foi batizado de “The Incredible Edible Todmorden” (A Incrível Todmorden Comestível, em tradução livre). O trabalho gira em torno de três pontos essenciais: trabalho em conjunto, aprendizagem e apoio às empresas locais.

Toda área livre na cidade é usada para a plantação, isso porque a população acreditou na ideia e se envolveu, até mesmo policiais e bombeiros aderiram ao projeto. Além de frutas e verduras, as pessoas são incentivadas a criarem galinhas e plantarem ervas.

As plantações são cuidadas por voluntários, que se reúnem mensalmente para discutir o andamento do projeto. O grupo também ensina receitas à base de ervas. “Incredible Edible é parte de um movimento para mudar. É apenas uma parte. Mas é a nossa parte e eu estou contente em começar com isso”, afirma Pam, uma das fundadoras do projeto.

Redação CicloVivo

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.