Com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância de combater o desperdício, a ONG Banco de Alimentos e o Complexo Tatuapé criaram a “Oficina de Ideias”. O espaço, localizado no Shopping Metrô Boulevard Tatuapé, em São Paulo, oferece cursos, palestras e aulas focadas em ensinar a população a utilizar as partes não convencionais dos alimentos – como cascas, talos e folhas – que normalmente são jogadas no lixo, mas que podem ser usadas em receitas gourmet.

Aberta de terça-feira a domingo, a “Oficina de Ideias” terá três opções de cursos para que toda a família aprenda como o aproveitamento integral dos alimentos pode ser utilizado no dia a dia de maneira prática e econômica.

As palestras abordam temas como culinária sustentável, alimentação saudável e nutrição; na “Oficina Show” são ensinadas receitas baseadas no uso das partes não convencionais dos alimentos como uma forma de economia e responsabilidade socioambiental. No conteúdo dos cursos, informações sobre o poder nutricional das cascas, folhas, talos e sementes; e o Projeto ATS – Alimentando a Transformação Social, que trabalha uma programação especial, com atividades interativas voltadas para crianças e adolescentes, que aborda questões sociais, políticas e ambientais com o objetivo de conscientizar a nova geração.

Hoje, o Brasil é considerado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) um dos dez países que mais desperdiça alimentos no mundo. Fato que se torna ainda mais chocante quando se considera que 52 milhões de brasileiros ainda vivem em estado de insegurança alimentar. Esse desperdício afeta não somente a área alimentícia como resulta na perda de outros recursos.

“No caso da comida, quando o alimento não chega à boca das pessoas verificamos um gasto de água e de petróleo desnecessário; poluímos e esgotamos nossos recursos em vão. Na prática, deixamos de alimentar milhões de pessoas que passam a viver em insegurança alimentar”, afirma Luciana Chinaglia Quintão, presidente e fundadora da ONG Banco de Alimentos.

Aprender a utilizar integralmente os alimentos é uma das alternativas para diminuir esse desperdício. Os interessados podem se inscrever no próprio espaço ou pelos telefones (11) 3674-0080 / 98085-4580 (falar com Thais ou Marcela). Cada encontro terá duração de 1h30, com capacidade máxima para 30 pessoas e custo simbólico de R$ 1,00. Veja o cronograma completo aqui.

Programação

Local: Shopping Metrô Boulevard Tatuapé – Piso 2

Rua: Gonçalves Crespo, esquina com Rua Tuiuti (integrado à Estação Tatuapé do metrô)

21/5/15, às 15h: Oficina Culinária Show / Receitas baseadas no conceito de aproveitamento integral dos alimentos

– Pães e casca de pães

26/5/15, às 19h: Palestra “Diet X light”  

28/5/15, às 15h: Palestra “Alimentação funcional”

30/5/15, às 15h: ATS/Aproveitamento X Reaproveitamento

Faixa etária: 4 anos a 6 anos

2/6/15, às 15h: Palestra “O que é sustentabilidade?”

9/6/15, às 19h: Oficina Culinária Show / Receitas com aproveitamento integral dos alimentos (Melancia)

11/6/15, às 15h: Palestra “Composteira e técnicas de compostagem”

14/6/15, às 15h: Alimentando a Transformação Social / Reconhecendo os alimentos.

Faixa etária: 8 anos a 10 anos

16/6/15, às 19h: Palestra “O aproveitamento integral dos alimentos e o impacto no meio ambiente”

18/6/15, às 15h: Palestra “Vegetarianismo”

20/6/15, às 15h: Alimentando a Transformação Social / Desperdício alimentar

Faixa etária:11 anos a 13 anos

23/6/15, às 15 horas: Oficina Culinária Show

Receitas com aproveitamento integral dos alimentos (Sucos sustentáveis)

25/6/15, às 19 horas: Palestra “Aproveitamento integral X reaproveitamento”

30/6/15, às 15 horas: Palestra “Desperdício alimentar”.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.