- Publicidade -

No último sábado (25), 60 voluntários se juntaram para fazer uma espécie de “pente fino” na margem do Rio São Francisco. Os participantes, em sua maioria estudantes, retiraram 142,5 kg de lixo das Praias do Baixo São Francisco.

A mobilização, chamada de 1º Arrastão de Limpeza de Praias do Baixo São Francisco, durou pouco menos de três horas. Porém, o tempo foi suficiente para retirar lixos de todos os tipos. Conforme dados divulgados pela coordenação do evento, na região do porto, de onde saem as balsas, foram retirados 52,5 kg de embalagens plásticas, como copos descartáveis e garrafas PET.

O Barro Velho, bairro bastante habitado por pescadores da região e onde fica o ancoradouro, serviu para a retirada de 26 kg de entulhos diversos. No entanto, o pior bairro está localizado, justamente, nos arredores da Universidade Federal de Alagoas, que foi uma das organizadoras do evento. Desae área, na Prainha do Penedo, os voluntários retiraram 64 kg de lixo.

- Publicidade -

O arrastão da limpeza contou com o apoio de duas universidades, a UFAL e a Faculdade Raimundo Marinho, da Secretaria de Educação de Penedo, do Programa nacional de Inclusão de Jovens e de estudantes de uma escola estadual local. O intuito do movimento é sensibilizar a população em relação aos resíduos que são constantemente lançados nas margens dos rios. A ocasião foi escolhida para comemorar o Dia Mundial do Turismo, o Ano da Biodiversidade e o Dia Internacional de Limpeza das Praias.

Além da operação de limpeza, a UFAL também promoveu um debate sobre meio ambiente, cujo título era: “Baixo São Francisco: reciclando práticas sobre biodiversidade e conservação”. A discussão reuniu estudantes e professores e alertou sobre a importância da educação ambiental.

Conforme divulgado pela instituição, a limpeza da margem do rio serviu também para que os órgãos de limpeza urbana obtivessem mais dados sobre a região.

Com informações do Aqui Acontece

- Publicidade -