- Publicidade -

O projeto Atlasur, coordenado pela Unesco, une Brasil, Paraguai e Argentina na busca por soluções no combate às mudanças climáticas. O intuito é fazer com que os três países vizinhos desenvolvam ações de desenvolvimento ambiental em conjunto.

Patrocinado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, sigla em inglês) o programa contará com um investimento de 12 milhões de dólares, somente no Brasil. O Brasil já está se mobilizando e para colocar a ideia em prática. Os líderes dos ministérios do Meio Ambiente e do Planejamento irão se reunir em julho com representantes dos estados e universidades para desenvolverem as estratégias do país.

O Atlasur ocorrerá em duas etapas. A primeira consiste basicamente em estudos sobre as condições climáticas e geográficas da região costeira sul-america. Feito isso, o projeto vai para a sua segunda etapa, chamada de intervenção. Nesse período serão desenvolvidos novos sistemas e estruturas de projetos com resultados em curto, médio e longo prazo.

- Publicidade -

Como o foco do projeto são os trabalhos direcionados ao cuidado com as áreas costeiras, o Brasil já sai na frente por possuir um Macrodiagnóstico da Zona Costeira e Marinha do Brasil, que pode ser usado como base para os estudos.

Os impactos que as mudanças climáticas causam nas zonas costeiras são imensos e variam desde danos causados à infraestrutura local até perda irreparável da biodiversidade. A gerente de Gerenciamento Costeiro do Ministério do Meio Ambiente, Leila Swerts, explicou que, para que o projeto dê certo, é necessário mostrar às instituições que o gerenciamento dessas áreas traz benefícios e funciona como importante instrumento no desenvolvimento do país. Com informações do Ministério do Meio Ambiente.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -