mudas pará

Por Emater

Extrativistas, agricultores, quilombolas e ribeirinhos de Inhangapi, no Pará, vão receber, no início do próximo ano, mais de 80 mil mudas de açaí e 20 mil de espécies como cacau, andiroba, paricá, teca, cupuaçu e piquiá.

As mudas estão sendo cultivadas no viveiro do município, por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Agricultura de Inhangapi, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural ( Senar).

De acordo com o chefe do escritório local da Emater em Inhangapi, Luiz Góes, a produção e a distribuição para os agricultores é uma ação que está no calendário do município. “Começamos há vinte anos, distribuindo 500 mudas e beneficiando 25 famílias. Hoje, são 100 mil mudas e alcançamos cerca de 500 famílias”.

“Nosso trabalho não se resume a esta distribuição das mudas. Depois da entrega, que deve ocorrer no final de janeiro (2021), faremos um dia de campo com uma série de palestras sobre a cadeia produtiva do açaí, tanto na terra firme como na várzea, e posteriormente a esse dia, já em fevereiro iniciaremos treinamentos nas comunidades e colônias levando a metodologia de plantio para o pequeno agricultor”, detalhou Góes. 

Para o técnico  da secretaria de Agricultura de Inhangapi, Pedro Menezes, além de elevar a produção de açaí do município, que por sua importância na região, hoje é conhecido como a “capital do açaí no nordeste paraense”, a parceria desenvolvida ao longo desses anos também contribui com a preservação ambiental.

“Esse trabalho é de grande relevância para o município e tem contribuído muito para aumentar a produção e padrão de vida das famílias. Além disso é importante também para a preservação ambiental, pois antes o açaí era cortado para a extração do palmito e agora os açaizeiros ficam de pé”, conta o secretário de Agricultura, Pedro Menezes.

A entrega das mudas está prevista para janeiro de 2021 e as ações de capacitação serão agendadas após a distribuição.