Kiribati é o país menos visitado do mundo, mas que reserva uma série de paisagens maravilhosas e natureza intocada. Localizado na região da polinésia e banhado pelo Oceano Pacífico, ele recebeu apenas seis mil visitantes durante todo o ano de 2014.

O arquipélago é formado por 33 ilhas, das quais apenas 21 são habitadas. A areia clara, a vegetação tropical e as águas cristalinas permanecem intactas na maior parte do país, mesmo que ele esteja habitado há mais de cinco mil anos.


Foto: Warren Jackson/Flickr

Mesmo tendo sido considerado pela ONU o país que menos recebe turistas, Kiribati possui atrações e estruturas ideais para atrair os amantes do sol e do mar. Entre as opções oferecidas pelos órgãos turísticos locais estão: observação de pássaros, mergulho, surfe, pescaria, passeios históricos que remetem à segunda guerra mundial e a receptividade da população local.

Infelizmente, este paraíso natural está ameaçado pelo aquecimento global, que tem elevado o nível do mar e pode acabar com as ilhas de Kiribati. A preocupação é tão grande que o governo já até mesmo cogitou comprar ilhas em Fiji para que no futuro a população seja deslocada.

Apenas duas companhias aéreas realizam voos à Kiribati. Portanto, os turistas interessados em conhecer as ilhas precisam partir de Fiji, Brisbane, na Austrália, ou de algumas ilhas vizinhas. Para mais informações, acesse o site do órgão oficial de turismo em Kiribati.


Foto: Jopolopy/Flickr


Foto: Anderson Smith/Flickr


Foto: Warren Jackson/Flickr


Foto: Kev Guy/Flickr


Foto: Kev Guy/Flickr

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.