O estado de Minnesota, nos EUA, ajudará os proprietários de casas com jardins a transformarem seus tradicionais gramados norte-americanos, que parecem verdadeiros tapetes verdes, em habitats mais amigáveis ​​às abelhas.

O estado destinará um fundo de 900 mil dólares para ajudar os proprietários a plantar flores silvestres, trevos e gramíneas nativas -, o valor cobre grande parte do custo da conversão de gramados tradicionais. A iniciativa é um esforço para retardar o colapso da população de abelhas no estado.

Apesar de preservar todas as espécies e polinizadores, o programa tem o objetivo específico de salvar a abelha da espécie Bombus affinis. Nativa da região, teve um declínio de 87% desde a década de 1990 devido a fatores climáticos, pesticidas, perda de habitat, fragmentação populacional e doenças. Em 2017 ela entrou para lista de espécies ameaçadas de extinção.

Como vai funcionar

O programa, que deve ter início no ano que vem, cobrirá até 75% do custo de cada projeto de conversão e até 90% em áreas mapeadas com “alto potencial” para abrigar abelhas da espécie. Os valores dos benefícios devem ficar entre 150 e 500 dólares, dependendo de sua localização.

gramado versus gramado com flores rasteiras
Gramado tradicional norte-americano e o gramado proposto pelo projeto, com grama mais alta e flores silvestres. | Fotos: iStock
Gramado com flores silvestres
Gramado com flores silvestres como o dente-de-leão | Foto: iStock

Gramados floridos

“A perda de pradarias nativas e de outros habitats silvestres em todo o país tornou as leis de florescimento nos subúrbios e nas cidades cada vez mais importantes para os polinizadores”, disse James Wolfin, pesquisador sobre o habitat das abelhas na Universidade de Minnesota.

Sua pesquisa se concentrou em “gramados para abelhas”, quintais que foram semeados com pequenas flores, como trevo-branco, tomilho rasteiro, erva-férrea e dente-de-leão. “A ideia é deixar as flores rasteiras crescerem junto à grama. Apenas não tratar o trevo branco como uma erva daninha e deixá-lo crescer em um gramado, fornece um recurso realmente poderoso para cerca de 20% das espécies de abelhas no estado”, afirmou Wolfin.

flores silvestres rasteiras
Flores rasteiras silvestres que podem facilmente conviver com o gramado como tomilho rasteiro selvagem, erva-férrea e trevo-branco | Fotos: iStock

Bombus affinis

A abelha Bombus affinis é polinizadora das principais culturas alimentares da região, como frutas vermelhas, ameixas e maçãs. A preservação da espécie é vital para o ecossistema, sustentando pássaros e mamíferos.

A espécie possui um dom especial: quando pousa nas flores, vibra em uma frequência próxima a de uma nota musical, liberando pólen que outros insetos não são capazes de alcançar.

abelha da espécie Bombus affinis em uma flor
Espécie em extinção Bombus affinis, conhecida em inglês como Rusty Patched Bumblebee | Foto: Flickr / USFWS Midwest Region

Que tal deixar as flores silvestres crescerem no seu quintal também? Veja também outras formas de atrair polinizadores como abelhas e borboletas para o seu jardim.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.