Na última terça-feira (6), os técnicos do Instituto Argonauta, mantido através de convênio com a Petrobras e parceria com o Aquário de Ubatuba, foram a Ilhabela para prestar atendimento a um lobo-marinho subantártico, da espécie Arctocephalus tropicalis. Aparentemente saudável, o animal parou para descansar no píer do Yacht Club Ilhabela.

De acordo com informações dos técnicos do Instituto, o animal encontrado é uma fêmea e não apresenta ferimentos. “Realizamos os procedimentos de anilhamento e biometria e apuramos que ela mede 1,30 metros e pesa 50 quilos, o que caracteriza espólio corporal regular, ou seja, não está acima ou abaixo do peso”, explicou o veterinário do Instituto, Felipe Torres.

É o terceiro caso de aparecimento de lobo-marinho no litoral norte paulista em três semanas. O Oceanógrafo e Presidente do Instituto Argonauta, Hugo Gallo, explica que esse fato se dá, pois “trata-se de uma espécie comum no extremo sul do nosso continente e nas ilhas que margeiam a Antártica e que, portanto, pega carona nas correntes que vêm da Antártica nessa época do ano, como parte de um fenômeno cíclico da natureza”.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.