- Publicidade -

O cineasta James Cameron está de volta ao Brasil para o II Fórum Internacional de Sustentabilidade, realizado em Manaus. Logo na abertura do evento, o canadense relembrou protestos contra Belo Monte e disse que fará um documentário sobre o tema.

O diretor de Avatar conquistou os índios brasileiros que habitam a região norte do país, principalmente as proximidades do rio Xingú, onde será construída a Usina Hidrelétrica e local que foi palco de protestos liderados por Cameron. O índio caiapó Raoni deu um apelido para o cineasta: Kapremp-ti, que significa: o homem forte da aldeia.

Como retribuição e para comprovar seu interesse e ativismo pelas causas ambientais, ele informou que fará um documentário contando a história de Belo Monte e completou dizendo que, se conhecesse os caiapós antes de ter feito Avatar, o filme seria ainda melhor.

- Publicidade -

Ao lado dele, durante um jantar oferecido aos jornalistas, estava o ator e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que aproveitou a oportunidade para parabenizar a estrutura brasileira de obtenção energética através das hidrelétricas e da cana-de-açúcar, para a produção do etanol.

O ator pareceu contrariar algumas ideias apoiadas por Cameron, que é totalmente contra as hidrelétricas. Os dois admitiram as divergências e garantiram que, mesmo assim, foram uma “boa dupla”. “Eu funciono como uma espécie de consciência social e ele defende o fim dos combustíveis fósseis e o crescimento com base em alternativas energéticas limpas”, explicou Schwarzenegger.

Ao contrário do ator, Cameron acredita que a solução para a produção energética brasileira é o investimento em tecnologia de captação da energia solar. O argumento utilizado por ele é de que 20% da energia consumida na Alemanha é proveniente dessa fonte. No Brasil os resultados poderiam ser ainda melhores, já que o país está em uma posição geográfica privilegiada, próximo à linha do Equador onde ocorre intensa ação solar. Com informações do Estadão.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -