- Publicidade -

Pela primeira vez os genes da onça-pintada (Panthera onca) serão mapeados pela ciência. O animal escolhido para a pesquisa foi a onça Vagalume, um macho de 16 anos que desde filhote vive no Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, de Sorocaba, no interior paulista.

Pesquisadores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) vão participar do projeto junto com colegas da Universidade de São Paulo (USP), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Minas Gerais, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), e Instituto Pró-Carnívoros.

Eles já estão em Sorocaba para elaborar o mapa genético do maior felino da fauna brasileira. O estudo do DNA do animal vai ajudar a desenvolver estratégias que contribuirão para sua preservação, além de indicar os hábitos da espécie e as características físicas do animal. A onça-pintada é citada no Livro Vermelho da Fauna Brasileira na categoria vulnerável.

- Publicidade -

A onça Vagalume chegou ao zoo com 45 dias de vida com dois irmãos, após escapar do cerco de caçadores em Miranda, em Mato Grosso do Sul.

As informações são do ICMBio.

- Publicidade -