- Publicidade -

O Centro de Sensoriamento Remoto do Ibama divulgou dados na última quarta-feira (6) que apontam que o desmatamento do Cerrado, atingiu uma área maior do que Brasilia (DF) somado ao município de São Paulo.  

Ainda de acordo com o Ibama, o Cerrado perdeu 8.000 km² de sua vegetação original entre 2008 e 2009, mas se forem consideradas as taxas anuais de desmatamento no Cerrado em anos anteriores, a devastação caiu pela metade. 

Entre 1994 e 2002, o Ibama registrou derrubada média de 15.700 km² no bioma. Entre 2002 e 2008, a taxa média foi reduzida para 14.000 km², caindo para 8.000 km² no biênio 2008 e 2009. O estado que mais desmatou o bioma no período foi o Maranhão, com 3.000 km² de área derrubada, seguido do Tocantins (1.300 km²). 

- Publicidade -

Segundo um estudo da Universidade Federal de Goiás (UFG), baseado em imagens de satélite, o desmatamento no cerrado do País poderá alcançar 14% da área que abrange dez estados mais o DF, até 2050. As áreas já devastadas deverão subir dos 800 mil km² de 2002 para 960 mil km²  daqui a quatro décadas. Esse aumento representa a metade do Estado de Goiás ou dez vezes a área do Distrito Federal. Com informações do G1.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -