- Publicidade -

Pelo menos seis regiões do Estado de São Paulo estão com umidade do ar semelhantes à do deserto do Saara – que varia entre 10% e 15%.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica a umidade relativa do ar inferior a 30% como estado de atenção. Entre 20% e 12%, a situação é considerada estado de alerta e abaixo de 12%, alerta máximo. As regiões de Araraquara e Barretos chegaram a registrar as taxas mais baixas, de 13%.

Já é o terceiro dia seguido que a Cetesb declara estado de alerta em São Paulo. Enquanto isso, as temperaturas aumentam ainda mais. Na última segunda-feira (23) a cidade interiorana de Ribeirão Preto chegou a atingir a temperatura de 35,8o C. 

- Publicidade -

Em Araçatuba, a 530 quilômetros do estado de São Paulo, o ar seco causou a formação de um redemoinho de fogo que devastou uma pastagem no último domingo (22).

A pista da Rodovia Marechal Rondon chegou a ficar interditada, graças à fumaça formada pelo redemoinho. Mesmo depois que o transito foi liberado, os motoristas precisaram de muita atenção por causa da fumaça.

Ainda no interior do estado, o fogo atingiu uma área de preservação ambiental em Bady Bassit, a 450 quilômetros de São Paulo. Os bombeiros conseguiram conter as chamas depois de usarem um helicóptero.

Em Altinópolis, outra cidade no interior do Estado, 30 cachoeiras secaram, uma delas com mais de 30 metros de altura. Há quase três meses não chove na cidade e o clima seco tem efeitos sobre as nascentes e as plantações de café. A última ocorreu no começo de junho. De janeiro até agora, volume de chuva foi 40% inferior do que mesmo período de 2002, quando a estiagem foi considerada crítica. A maior cachoeira da cidade, a Cachoeira da Gruta, de 50 metros de altura, tem agora apenas um pequeno fio d'água.

A capital paulista também sofreu com a falta de umidade. Na última quarta-feira (25) foram registrados 59 focos de incêndio em apenas 15 horas. As chamas atingiram favelas e regiões próximas às marginais dos rios Tietê e Pinheiros, que tiveram o trânsito prejudicado pela grande quantidade de fumaça.

Em todo o ano de 2009 a quantidade de incêndios ocorridos no estado foi de 22.075. Somente até o dia 10 de agosto deste ano, o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo já havia registrado 22.680 ocorrências. Conforme especialistas, a previsão é de que o tempo continue seco, pelo menos, até o final desta semana.

Confira o vídeo do redemoinho na cidade de Araçatuba, São Paulo.

[VIDEO:redemoinho_de_fogo_em_aracatuba]

- Publicidade -