Um estudo feito por pesquisadores brasileiros aponta para um aumento de 45% nos casos de dengue no Rio de Janeiro, caso as temperaturas subam 1ºC. O trabalho analisou as condições climáticas e os casos de dengue registrados entre 2001 e 2009.

A avaliação contou com a participação de cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Fundação Oswaldo Cruz e foi publicada no “Caderno de Saúde Pública”, conforme noticiado pelo G1. Durante o período avaliado, os pesquisadores identificaram que a cada 1ºC elevado na temperatura mínima do mês, eram registrados 45% novos casos da doença no mês seguinte.

Além do calor, o aumento das chuvas também foi responsável por 6% mais incidência de dengue no estado. Com base nessas informações, fica mais uma vez comprovado que o clima pode servir como facilitador para epidemias.

A relação entre temperatura e a dengue deve-se à maturação dos ovos do mosquito Aedes aegypt, transmissor da doença. De acordo com a pesquisa, quanto maior a temperatura, mais rápido os ovos se desenvolvem. Isso só não acontece em temperaturas abaixo dos 17ºC.

Este é mais um alerta para os perigos que podem ser enfrentados nos próximos anos, caso as temperaturas globais continuem a subir. Com informações do G1.

Redação CicloVivo

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.