4 dicas para ajudar na preservação dos Elefantes

Explorador da National Geographic diz que todos podem colaborar e ensina como podemos ajudar estes animais incríveis

elefantes national geographic
Foto: Cory Richards | National Geographic

Antonio de la Torre,  explorador da National Geographic, biólogo, pesquisador e conservacionista mexicano, compartilhou algumas dicas para aprender mais sobre os elefantes e contribuir para a conservação dessa fascinante espécie em extinção.

De la Torre está colaborando em um grande projeto para estudar os movimentos de elefantes na Península da Malásia, a fim de melhorar as estratégias de conservação para a espécie na natureza.

Atualmente, os elefantes enfrentam ameaças significativas:

  • A destruição e fragmentação de seu habitat causada pelo aumento da população humana e pela transformação de florestas para cultivo e construção de estradas.
  • Outra grande ameaça é o conflito entre elefantes e pessoas e, como consequência, muitos elefantes são envenenados quando entram em áreas de cultivo.
  • Existe uma indústria perigosa de turismo selvagem que tem elefantes como protagonistas de espetáculos acrobáticos e atividades de montaria. Para fazer parte dessas atrações, os animais são isolados de seus grupos sociais, mal alimentados e submetidos a treinamento violento, baseado em punição, para sua domesticação.

Como podemos ajudar na conservação dos elefantes?

1 – Evitar locais onde há atrações onde os elefantes são submetidos a acrobacias, jogam futebol, transportam turistas ou tomam banho com eles.

2 – Escolher lugares onde eles não são forçados a ser uma atração turística e são mantidos em boas condições. Existem santuários onde é possível caminhar com elefantes e tirar fotos. Muitos desses espaços funcionam como locais de resgate de elefantes que foram explorados em campos de madeira para o transporte de madeira e outros lugares onde eles trabalhavam como atração turística.

3 – Ao visitar lugares para observar elefantes na natureza você não apenas combate o turismo de exploração, mas também apoia as comunidades locais e ajuda a manter o habitat dessa espécie.

4 – Assistir a documentários, séries e outros conteúdos audiovisuais que te ajudem a conhecer a realidade das espécies e entender o contexto de onde elas vêm. A divulgação de informações ajuda a mudar a perspectiva e evitar práticas prejudiciais.