Entrou em operação na última quinta-feira (25) o primeiro sistema de geração de energia solar no setor de saneamento do país, a Usina Fotovoltaica da ETE Mogi Mirim, da SESAMM (Serviços de Saneamento de Mogi Mirim).

No sistema, a energia será produzida a partir da radiação solar em contato com os 1.066 módulos instalados nos telhados e ao redor da estação. Os painéis de silício captam a energia solar e a convertem em energia elétrica, atendendo a todas as exigências da ANEEL. A usina produz 606 MWh, suprindo 30% da energia elétrica geral necessária para o tratamento de esgoto.

Atualmente, a estação é capaz de tratar 150 litros de esgoto por segundo e conta com tecnologia de lodos ativados com aeração prolongada. O investimento no Sistema Fotovoltaico é de R$ 1,8 milhão, custeado pela SESAMM.

A tecnologia de células PERC, usada na estação, tem eficiência maior, segundo as companhias envolvidas, o que resulta em uma redução de área ocupada pelos módulos fotovoltaicos e uma geração mais eficiente de energia.

Fotos: Sulivan Duarte | Sabesp

Em operação desde 2012, a ETE Mogi Mirim é 100% automatizada e não utiliza água potável em seus processos, já que toda água utilizada é água de reuso -, reaproveitada do próprio sistema de tratamento. Além disso, faz uso de iluminação em LED nas instalações.

O projeto é fruto de consórcio formado entre Sabesp, GS Inima Brasil e ECS Operações. A Sabesp poderá levar a tecnologia para outras unidades.

As informações são do Governo de SP