A Amazon.com anunciou três novos parques de energia eólica como parte de sua meta de longo prazo para alimentar toda a infraestrutura global da Amazon Web Services (AWS) com energia renovável. Em 2018, a AWS ultrapassou 50% de energia renovável para sua infraestrutura global. Esses projetos – localizados na Irlanda, Suécia e nos Estados Unidos – fornecerão mais de 229 megawatts (MW) de energia, com geração esperada de mais de 670 mil megawatts-hora (MWh) de energia renovável anualmente.

Depois de concluídos – e combinados com outros nove projetos -, a geração de energia renovável deve superar 2.700.000 MWh por ano – o equivalente ao consumo anual de eletricidade de mais de 262 mil residências nos EUA, aproximadamente o tamanho da cidade de Nashville, em Tennessee.

“Cada um desses projetos nos aproxima do nosso compromisso de longo prazo de usar 100% de energia renovável para impulsionar a infraestrutura global da AWS”, disse Peter DeSantis, vice-presidente de infraestrutura global e suporte ao cliente da Amazon Web Services. “Esperamos mais projetos em 2019 à medida que continuamos em direção à meta de alimentar toda a infraestrutura global da AWS com energia renovável.”

A Amazon se comprometeu a comprar a energia de um parque eólico em Donegal, na Irlanda, de 91.2 MW. Espera-se que o projeto do parque eólico de Donegal forneça energia limpa até o final de 2021. “O investimento da AWS em projetos de energia renovável na Irlanda demonstra seu compromisso contínuo de adicionar energia limpa à rede e dará uma contribuição positiva para as metas de energia renovável da Irlanda”, disse Leo Varadkar, primeiro ministro da Irlanda.

Foto: Amazon

A Amazon também comprará 91 MW de energia de um novo parque eólico em Bäckhammar, na Suécia, que deverá fornecer energia renovável até o final de 2020.

“A Suécia é conhecida há muito tempo por metas ambiciosas de energia renovável, e este novo parque eólico mostra tanto a liderança de nosso país quanto o compromisso da AWS com energia renovável”, disse Anders Ygeman, ministro de Energia e Desenvolvimento Digital da Suécia. “Este é um passo significativo na produção de energia renovável da Suécia, enquanto trabalhamos em direção a nossa meta de 100 por cento de energia renovável até 2040.”

A Califórnia lidera nos Estados Unidos na geração de energia renovável a partir de fontes não-hidrelétricas e as montanhas Tehachapi, onde o parque eólico da AWS está localizado, abrigam alguns dos maiores parques eólicos do país. O projeto em Tehachapi deverá gerar até 47 MW na capacidade de energia renovável até o final de 2020.

“Este anúncio da AWS é uma ótima notícia, não apenas para a Califórnia, mas para todo o país, pois reafirma nosso papel de líder em energia renovável e nos permite dar um passo importante na implantação da energia limpa que precisamos para responder à mudança climática”, disse o senador Jerry Hill, do condado de San Mateo e Santa Clara, membro do Comitê Permanente do Senado para Energia, Serviços Públicos e Comunicações.

Zero emissões nas entregas

Além das iniciativas de sustentabilidade focadas em potencializar a infraestrutura global da AWS, a Amazon anunciou recentemente o Shipment Zero –  a iniciativa da Amazon para zerar a emissão líquida de carbono de envios de produtos, que deve abranger 50% de todos os envios até 2030. Programas adicionais de sustentabilidade em toda a empresa incluem Amazon Wind Farm Texas, que adiciona mais de 1 milhão de MWh de energia limpa a cada ano.

No total, a Amazon possibilitou 53 projetos eólicos e solares em todo o mundo, que produzem mais de 1.016 MW e deverão entregar mais de 3.075.636 milhões de MWh de energia anualmente. Esses projetos apoiam centenas de empregos, enquanto fornecem dezenas de milhões de dólares de investimento em comunidades locais.

A Amazon também estabeleceu uma meta para hospedar sistemas de energia solar em 50 centros de atendimento até 2020. Essa implantação de sistemas solares em telhados é parte de uma iniciativa de longo prazo que começará na América do Norte e se espalhará pelo mundo. A Amazon também implementou o Projeto de Energia do Distrito, que usa energia reciclada para aquecer os escritórios da Amazon em Seattle. Para mais informações sobre as iniciativas de sustentabilidade da Amazon, visite.

Foto: Jordan Stead