- Publicidade -

A Organização das Nações Unidas (ONU) pretende utilizar a nanotecnologia como alternativa para o tratamento de água. A opção ainda está em fase de estudos, mas já foi apresentada como uma sugestão que deve aliar eficiência e baixos custos.

A proposta foi anunciada no último final de semana através da Rádio ONU e inclui a utilização de átomos e moléculas em partículas microscópicas para atuar na despoluição e descontaminação da água. Esta é mais uma estratégia aplicada pelo órgão global com o intuito de alcançar mais um dos Objetivos do Milênio, que diz respeito à globalização do acesso à água potável e saneamento básico.

Os estudos feitos acerca do tema foram apresentados recentemente em uma reunião entre especialistas realizada na Eslováquia. Durante o encontro, os resultados já obtidos foram expostos e a nanotecnologia foi usada para a remoção de bactérias e outros poluentes.

- Publicidade -

Mesmo que a opção se mostre eficiente e tenha custos reduzidos, especialistas alertaram para os perigos e ponderaram para uma utilização equilibrada do recurso. As principais preocupações estão relacionadas à contaminação e impacto ambiental que a nanotecnologia pode gerar.

Outros temas debatidos durante a reunião foram: reutilização de águas residuais, dessalinização e agricultura eficiente, feita com uso reduzido de água. Com informações do Terra.

Redação CicloVivo

- Publicidade -