Valéria e Vânia são produtoras de orgânicos da Cooperapas, a única cooperativa de agricultores do município de São Paulo, e possuem um lote no distrito de Parelheiros. No último sábado (19), elas ganharam um sistema de saneamento ecológico que vai garantir um tratamento adequado dos resíduos gerados no terreno.

A dupla integra uma estimativa preocupante: mais de 60% dos domicílios em Parelheiros não estão conectados à rede de coleta e tratamento de esgoto. A região ainda integra a Área de Preservação Ambiental Bororé Colônia e, justamente por isso, é de se comemorar a instalação do sistema ecológico, capaz de tratar em média 350 litros de água por dia.

O modelo é composto por três módulos: dois biodigestores anaeróbios e um biofiltro. O biofiltro construído contou com plantas existentes no local, tais como taioba, taioba-roxa, inhame, lírio do brejo e helicônia. Saindo do sistema, o efluente é utilizado na irrigação superficial de bananeiras para concluir o tratamento.

“O sistema prevê uma manutenção quinzenal de aplicação de esterco ou outra fonte de microrganismos eficientes. Se não forem utilizados produtos químicos como cloro, pinho sol, etc, o sistema acumula muito pouco lodo, podendo funcionar até 10 anos antes de uma manutenção de limpeza”, explica o escritório cooperativo de projetos socioambientais Sapiência Ambiental, que comandou o mutirão de construção do sistema.

Fotos: Ligia Monteiro