Nada melhor do que colher diretamente da horta os temperos e verduras que irão aprimorar o sabor de nossos alimentos, ou  ajudar na recuperação da nossa saúde. Ainda mais se em sua produção não forem utilizados agrotóxicos e estejam disponíveis sem custos para o consumidor final. Esta é a proposta de um projeto da Prefeitura de Florianópolis que atualmente está espalhado em mais de 100 pontos de nossa cidade.

Implantado em 2017 o Programa Municipal de Agricultura Urbana reúne 14 órgãos municipais que agem colegiadamente na elaboração de projetos e execução de ações ligadas a esta área. Florianópolis já conta com hortas comunitárias em espaços como escolas municipais, centros de saúde e áreas públicas de uso da comunidade.

Nestes locais, técnicos do programa orientam o preparo da terra, sua adubação orgânica, o plantio e o momento da colheita. Qualquer pessoa, dentro de normas estabelecidas, pode retirar destes canteiros as plantas que necessite sem precisar gastar um único centavo.

Próximos passos

Integrantes do Comitê Gestor do programa passaram a realizar uma reunião na primeira sexta-feira de cada mês. O objetivo é debater assuntos ligados ao projeto, bem como responder as demandas vindas das comunidades.

Durante a primeira reunião, a representante da Secretaria Municipal de Saúde, Francisca Daussy, informou que aquele órgão está em fase de elaboração de um projeto que permita o acesso a estas hortas por cadeirantes. Segundo ela, o canteiro do Centro de Saúde da Tapera deverá ser o primeiro a receber esta alteração.

Foto da capa: Adriana Baldissarelli