horta comunitária
Foto: Daniel Castellano | SMCS

Uma área que compõe o futuro Bairro Novo da Caximba, em Curitiba, é endereço da centésima horta urbana da cidade. O município dá apoio às hortas urbanas através de orientação técnica permanente aos produtores, auxílio no preparo dos canteiros e fornecimento de mudas de hortaliças.

A horta, que já marca melhorias no local, contempla uma área de 900 metros quadrados, com plantio de hortaliças diversas. E também 14,5 mil metros quadrados de lavoura, com cultivo de milho e feijão. As sementes varietais são fornecidas pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, instituição ligada à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

“É com alegria que viemos aqui instalar a horta urbana número 100 de Curitiba. Ela é importante porque dá ao povo segurança alimentar e nutricional e permite o desenvolvimento saudável de todos – desde as crianças até a terceira idade”, disse o prefeito Rafael Greca. “A horta é inaugurada já com terra fértil e vicejando, com lindos repolhos, magnífico milharal, pés de alface, cheiros-verdes e brócolis”, completou.

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Apenas na fase inicial, a expectativa é de que sejam beneficiadas 20 famílias, no aprendizado do cultivo e aproveitamento das colheitas, que serão utilizadas na melhoria e diversificação alimentar de cerca de 100 pessoas, além de oportunizar a geração de renda e trabalho na comunidade.

O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, ponderou que a horta ainda deve ser instalada em local definitivo à medida que avance a construção do Bairro Novo da Caximba e que o projeto é apenas o início de uma grande ação de segurança alimentar para a região. 

“Vamos tratar de proteger a mina de água que temos aqui no bosque, de integrar a produção da cozinha comunitária à nossa mesa solidária e ter cada vez mais gente trabalhando”, enumerou. Gusi ainda lembrou dos planos de instalação do Restaurante Popular do Tatuquara, em fase de elaboração de projeto, e da futura Fazenda Urbana do Tatuquara. 

Os hortelões foram capacitados pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, que os orientou a respeito das práticas de cultivo. Foram fornecidos também os insumos. Entre eles, está Edmilson Gomes Xavier, que representou os demais na solenidade.

Para ele, é uma grande alegria ter a oportunidade de produzir para a população local, já que os alimentos são utilizados na cozinha comunitária, preparados com todo o carinho pela Dona Ni, que serve cerca de 300 refeições gratuitas por dia para alimentar pessoas em situação de extrema vulnerabilidade. 

“Só tenho a agradecer, além de me distrair e passar o tempo, temos alimento saudável, sem agrotóxico na mesa de quem precisa”, contou.  

Estão previstos também, para compor a infraestrutura da horta comunitária, um “Kit” que é composto por material de alvenaria e madeira, para o uso comunitário, o local também servirá para guarda dos materiais utilizados na horta, doado pela  Fundação de Ação Social – FAS e Cohab que integram a iniciativa.

Haverá também a capacitação de manejo e multiplicação de abelhas nativas com os Jardins de Mel, além da capacitação para transformar o resíduo orgânico em adubo através da compostagem.

As informações são da Prefeitura de Curitiba