A jabuticabeira pertence à família Myrtaceae, é nativa das regiões Centro, Sul e Sudeste do Brasil. Normalmente são muito encontradas na Mata Atlântica, mas também pode ser achadas no Paraguai e Argentina. São catalogadas nove espécies da jabuticabeira, mas tem uma delas considerada extinta, e o restante encontra-se apenas em alguns sítios de pesquisa -, além de três com ocorrência natural e cultivada no país.

A jabuticaba é uma fruta que apresenta a casca brilhante, fina e com a coloração que pode ser roxo claro até quase preta. Muito saborosa, e no seu interior, tem uma polpa branca. Ela pode ser consumida in natura e também por meio de alimentos processados, como doces e geleias. Também é possível produzir vinagres, aguardentes e licores. Na fase de frutificação, apresenta extrema beleza, por conta da arquitetura de sua florada e frutificação.

Durante o período de frutificação, observamos que a fruta cresce grudada aos ramos e troncos da jabuticabeira. É uma fruta rica em vitaminas do complexo B e C, além de conter cálcio, fósforo e ferro. Além de saborosa, a jabuticaba apresenta alto teor de antocianina, que é um potente antioxidante que auxilia na eliminação de radicais livres, que diminuem a velocidade de envelhecimento precoce das células. E tudo isso em apenas 58 calorias.

Benefícios da jabuticaba orgânica

Os alimentos orgânicos são mais saborosos, e além disso, apresentam maior quantidade de micronutrientes (vitaminas e minerais) e especialmente compostos bioativos (polifenóis, carotenóides glicosinolatos e etc).  Como já falei anteriormente, os alimentos orgânicos proporcionam inúmeros benefícios à saúde.  Ao plantar jabuticaba orgânica, você também diminui a contaminação, evitando o uso de inseticidas, fungicidas sintéticos e outros agroquímicos que podem poluir e contaminar a saúde humana e do meio ambiente.

Como fazer muda de jabuticaba

Segundo o especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos, a jabuticaba pode ser propagada por sementes, mergulhia, estaquia e enxertia. Se for feito por garfagem, no topo, pode haver bom pegamento, mas o crescimento demora, e só as frutas serão produzidas somente após o terceiro ano de plantio. As mudas propagadas por garfagem apresentam alto custo e a produção é delicada, pois as regas devem ser feitas rigorosamente, não pode ocorrer falta de água.

Um dos melhores métodos de se fazer muda de jabuticaba, é através da fenda cheia, por ser superior à fenda parcial e lateral, apresentando de 60 a 90% de pegamento. No caso de jabuticaba orgânica, é importante estar atento ao local de aquisição das mudas e sementes, pois estas devem ser produzidas sob o manejo orgânico.

Escolha do local: vaso ou pomar

A jabuticabeira é uma espécie muito sensível ao transplantio, por isso, ao arrancar as mudas para levá-las para o local definitivo, é importante que sejam arrancadas com torrão intacto. No plantio definitivo das mudas, o terreno deve ser preparado com aração e gradagens. O tamanho das covas também é importante, e deve ter dimensões de 60x60x60. A adubação no plantio pode ser feita com esterco de aves curtido ou outro adubo orgânico para jabuticaba, como o Bokashi, por exemplo. Conforme já ensinei no blog, é possível produzir seu adubo orgânico.

O plantio do pé de jabuticaba deve ser feito 10 cm acima do nível do solo, reunindo a terra superficial, formando uma bacia que atinge o nível do torrão. No pomar, é possível plantar algumas culturas em consórcio com a jabuticaba orgânica, como leguminosas de pequeno porte, como feijão, amendoim e soja, sempre deixando espaço livre ao lado do pé de jabuticaba. O espaçamento indicado para o plantio é de 6 a 7 m na linha e 8 a 10 m na entrelinha, admitindo-se o plantio em quadrado ou em retângulo, mais usuais.

A jabuticaba é uma planta subtropical e necessita de temperaturas mais baixas no inverno para conseguir florescer. Ela ainda pode tolerar geadas de curta duração. Mas ela também ocorre adaptação em regiões tropicais. Em locais muito quentes, como o Norte e Nordeste, ela pode não frutificar por conta da exposição por longos período a temperaturas muito altas.

A jabuticaba também pode ser plantada em vasos. Mas é fundamental ter um vaso onde a jabuticabeira permaneça em um espaço de mais ou menos dois metros quadrados. É muito importante que a jabuticaba em vaso receba luminosidade solar. O vaso onde a jabuticaba vai ser plantada, deve ser grande e ter bastante furos no fundo. Para plantá-la em vaso, é necessário colocar 5 cm de argila expandida no fundo do vaso, e após a argila, colocar uma camada de terra.

Da irrigação à colheita

Foto: jantroyka/Istock

A irrigação do seu pé de jabuticaba deve ser frequente, pois é uma espécie que demanda bastante água para se desenvolver bem. O correto é fazer a irrigação no começo da manhã ou no finalzinho da tarde.

É bom deixar a plantação livre de ervas daninhas. É recomendável também realizar podas anuais para eliminar galhos que possam fechar a copa. Essa ação vai propiciar uma melhor penetração do raio solar e, consequentemente, um maior arejamento da planta.

Os tratos culturais importantes são adubação, irrigação e observação quanto ao ataque de pragas. A jabuticaba responde bem ao adubo, portanto, não deixe de oferecer uma boa adubação para a planta, lembrando que no nosso caso, devemos usar somente adubos orgânicos. As pragas mais comuns na jabuticabeira são os pulgões, cochonillas e o gorgulho da Jabuticaba. Fungos também podem afetar as flores e frutos.

A colheita da jabuticaba ocorre de uma a duas vezes ao ano. A jabuticaba deve ser colhida quando estiver madura e pronta para ser consumida.

Tenha seu pomar de frutas orgânicas em casa!

Assim como as hortaliças, é possível ter seu pomar de frutas orgânicas em casa. Desse modo, você poderá ter acesso fácil e consumir frutas saudáveis e muito saborosas.