capim limão
O capim limão ou cidreira tem diversas propriedades medicinais e benefícios para a saúde. Foto: Pixabay
- Publicidade -

Para quem gosta de um chá não só saboroso, mas repleto de benefícios para a saúde, o capim limão (Cymbopogon citratus), também conhecido como capim cidreira por alguns, é uma ótima opção, além de uma planta de fácil cultivo.

Com aroma semelhante ao limão quando manuseado, o seu chá é muito utilizado para problemas estomacais para melhorar a digestão, para dores musculares, cólicas menstruais, dores de barriga e cabeça, devido sua ação anti-inflamatória e analgésica, ajuda a regular o colesterol, antioxidante, diurético e ajuda a aliviar gripe.

- Publicidade -

Com sabor refrescante, o capim limão também vem sendo utilizado na culinária, principalmente para receitas de sucos e vitaminas, bem como para finalidades aromáticas, um ótimo repelente de moscas e mosquitos.

O capim limão, ou capim cidreira, pode ser usado para fazer chás, sucos e outras receitas. Foto: iStock

Cultivo do capim limão

Planta de origem asiática, mais especificamente da Índia, o capim limão adora climas mais quentes e úmidos, sendo importante para sua saúde que seja cultivado sob sol pleno, ou seja, pelo menos 4 horas de sol forte direto, e não é exigente quanto aos nutrientes do solo, mas se em solo rico em matéria orgânica e bem drenável se desenvolve muito mais. Já sua rega será o suficiente para sempre manter seu solo ou substrato úmido.

Aceita super bem o cultivo em vasos, de preferência vasos mais fundos, que vão ajudar a manter a umidade no substrato por mais tempo, e com boca não muito estreita, para ter espaço para se desenvolverem e gerar brotações laterais, as quais se desbastadas podem ser plantadas em outros lugares, dando origem a novas mudas.

O capim limão pode ser cultivado em vasos profundos ou diretamente no solo. Foto: Pixabay

Na hora de plantar em vasos, não se esqueça, escolha um preferencialmente com furo, não muito poroso e faça a montagem correta, tendo a camada drenante com argila expandida ou similares ao fundo, a manta drenante em sequência e um substrato rico em matéria orgânica, e por fim, finalize cobrindo com alguma camada protetora como casca de pinus, seixo ou serragem.

A muda pode ser feita a partir da própria planta mãe, ou de sementes, as quais podem ser plantadas direto em local definitivo, e em qualquer época do ano, exceto em períodos de geadas. Para plantio em solo é necessário deixar um espaçamento mínimo de 40 cm entre as mudas.

Colheita e cuidados com o capim limão

Para a colheita, atenção com as mãos, recomenda-se o uso de luvas, pois sua folhas finas são cortantes e podem machucar. Corte as folhas com uma ferramenta afiada e higienizada sempre o mais rente do pé da planta, e vá colhendo de fora para dentro, deixando as folhas novas se desenvolverem.

Faça a colheita pela manhã, pois o clima menos quente é favorável para diminuir a volatização dos óleos essenciais presentes nas folhas.

capim limão
Foto: iStock

Anualmente faça um desbaste, retire mudas laterais para dar espaço para planta se desenvolver melhor, bem como siga a recomendação do seu adubo orgânico de preferência com relação a frequência.

É necessário prestar atenção aos pulgões, insetos muito comuns no capim limão que muitas vezes aparecem por desequilíbrio da adubação ou muito nitrogênio no solo. Retire as folhas secas com periodicidade e, se preferir, uma vez ao ano, no outono ou inverno, faça uma poda drástica para dar mais força à planta. O capim limão é uma planta muito bonita, pode ser utilizada para além de canteiros de hortas, se bem posicionadas, funcionam como plantas coadjuvantes em um belo jardim.

Por fim, se você tem gato ou cachorro em casa, eles também vão adorar, são apaixonados por capim limão, sendo uma ótima opção para animais de estimação que não tem acesso a verde para comer “matinhos”.

- Publicidade -