- Publicidade -

Presépios sempre fazem parte da decoração de natal. A dica que o CicloVivo separou é inspirada no projeto de artesãos vietnamitas que utilizam revistas velhas como matéria-prima.

Para transformar as revistas antigas em um presépio, serão necessários: revista, bolinhas de madeira, tesoura, cola branca, pincel médio, pincel fino e tinta colorida.

Recorte, com uma tesoura, diversas tiras de revista no sentido longitudinal. O ideal seria recortar tiras com cerca de dois centímetros para que possam ser dobradas, no mesmo sentido, conferindo maior rigidez à estrutura.

- Publicidade -

Os “personagens” terão formato de cone. Eles serão construídos do topo à base, que representa da cabeça aos pés, portanto as tiras ficarão na ordem crescente.

Para fazer o corpo enrole as tiras de revista sob elas mesmas. Para começar, separe uma tira – já dobrada, passe cola branca em toda sua extensão, com auxílio do pincel médio, e enrole sob ela mesma de modo que o centro fique bem pequeno. Este será o topo do cone. Não precisa exagerar na quantidade de cola. Aplique normalmente, em quantidade suficiente para que uma tira cole na outra.

Quando este topo atingir o tamanho ideal, recorte o que estiver sobrando desta tira. Preste bem atenção no tamanho desta primeira parte, pois ela norteará as restantes. Feito isso, pegue outra tira de revista dobrada, passe cola e enrole-a sob a primeira peça que é o topo do cone. Faça o mesmo procedimento até que seu “personagem” chegue ao tamanho ideal.

Quando o cone estiver pronto, espere secar bem. Se preferir, passe uma demão de cola em toda a estrutura para que fique conservada por mais tempo, rígida e que não descole nenhuma parte. Espere secar.

Para fazer os bracinhos, faça anéis com as tiras de revista. Passe-o por cima do cone e cole pelas costas. Depois de colado, recorte o anel na parte da frente para separar os braços. Espere secar.

Para fazer as cabeças, pinte as bolinhas de madeira com auxílio de um pincel fino, os olhos, nariz, boca e detalhes como cabelo e bigode. Espere secar. Depois de secas, cole-as sob os cones, a seguir coloque os chapéus nas cabeças. Eles terão formato de anel ou cone.

Para fazer a asa do anjo, enrole tiras de revista até que cheguem ao tamanho ideal. Passe cola em toda a asa. Para esperar secar, coloque um pregador no meio deste “rolo”. Isso dará o aspecto das “duas” asas. Depois de seca, basta colar nas costas do seu anjinho e seu presépio estará pronto.

Este artesanato denominado “Mai” foi iniciado por dois assistentes sociais que estavam preocupados com a melhoria da vida das crianças de rua, de mães solteiras e minorias étnicas em aldeias de montanha na cidade de Ho Chi Minh, Vietnã. Com base na crença de que o desenvolvimento social está intimamente ligado à autossuficiência econômica, o Artesanato Mai estende a mão para artesãos em áreas carentes fornecendo marketing, treinamento e retornando alguns dos lucros da venda de artesanato para financiar projetos de trabalho social.

Os 300 artesão (80% são mulheres) associados ao programa Artesanato Mai estão ganhando entre 50 e 70 dólares americanos por mês em um país onde a renda média mensal varia de US$ 20 a US$ 30. Muitos são capazes de trabalhar em suas casas ou em pequenas oficinas em vez de procurar trabalho em indústrias do Vietnã.

O uso criativo de recursos renováveis, como papel, bambu reciclado e outras fibras naturais, tornam os produtos mais vendidos. Com informações do SERRV.

Redação CicloVivo 

- Publicidade -