Diminuir o volume de resíduos que geramos é um passo fundamental para uma vida mais sustentável. Antes de separar corretamente e reciclar nossos resíduos, é preciso repensar e reduzir.

A boa notícia é que podemos fazer isso de um jeito simples, mudando alguns hábitos e escolhas no nosso dia a dia.

Separamos algumas dicas para você!

1. Leve de casa

Foto: RikaC | Pixabay

Quando vamos a um supermercado, levamos de casa uma sacola retornável e não usamos sacolas de plástico. Que tal adotar o mesmo princípio para outras atividades do seu dia a dia. Leve sempre consigo um kit lixo zero: um copo reto retornável, uma garrafa para água, talheres e outros utensílios que você sabe que vai precisar ao longo do dia.

2. Os “R”s obrigatórios

Quando pensamos em geração de lixo, existem 5 ações que devem ser repetidas constantemente: repensar (será que preciso mesmo disso?), recusar (dizer não para aquele brinde, papel na rua, oferta “imperdível” ou para embalagens desnecessárias), reduzir (gerar uma quantidade cada vez menor de resíduos e lixo), reutilizar (dar novo uso ou usar repetidas vezes para uma embalagem ou produto), reciclar (dar o destino correto para o  resíduo que você gerou e não pode reutilizar).

lixo
Foto: Pixabay

Outra ação bem importante e que evita o desperdício e o consumo desnecessário é consertar! Quando uma roupa rasgou, costure. Se um produto quebrou, veja se tem conserto. Aproveite ao máximo o que tem e valorize o que já é seu.

3. Faça você mesmo

Um ótimo exemplo neste caso é a comida: quando preparamos o que comemos, escolhemos os ingredientes, preparamos na quantidade correta, podemos fazer escolhas mais saudáveis e gastamos muito menos do que comprando comida pronta, em restaurantes ou delivery.

Foto: iStock

A mesma ideia vale para diversos produtos. É possível fazer cosméticos naturais e caseiros, um presente personalizado em forma de artesanato, objetos de decoração. E, muitas vezes reaproveitar o que seria jogado fora com trabalhos manuais, que além de ajudar a relaxar ajudam a economizar.

Uma horta caseira é outro ótimo exemplo de “faça você mesmo”. Clique aqui e aprenda como fazer uma horta orgânica doméstica em 6 passos.

como fazer horta
Foto: iStock

4. Compre com qualidade e quantidade

Na hora de escolher os produtos que vai comprar, leve a qualidade em consideração – ela normalmente garante produtos com uma durabilidade maior e que te trazem mais satisfação. Assim você não vai precisar comprar de novo por um bom tempo. Coloque o preço na balança e repense sua compra: às vezes um produto um pouco mais caro vai te atender melhor e por mais tempo.

O Bosque - Loja Lixo Zero em Curitiba
Foto: O Bosque, Loja Lixo Zero.

Procure brechós ou lojas e marcas que tenham uma preocupação real com o impacto ambiental de seus produtos.

Em relação à quantidade, vale a pena comprar em atacadistas e em lojas a granel aquilo que você usa sempre e que não estraga. Desse jeito você economiza no preço, nas idas ao mercado e na quantidade de embalagens.  

Foto: Katerina Bogatireva

Quando for comprar em lojas a granel, leve as próprias embalagens ou recipientes. Algumas dão até desconto para clientes que levam os próprios potes.

5. Valorize o comércio local

Tem uma feira perto da tua casa? Uma mercearia ou padaria no bairro? Compre lá. Os produtos vão estar mais frescos e não vão ter viajado tanto para chegar até você – menos gases emitidos pelo transporte, menos embalagens para conservar produtos e talvez um preço menor também.

lavar alimentos
Foto: Unsplash

Outra maneira de valorizar a produção local é descobrir quais são os produtores de orgânicos que entregam no seu bairro. Combine com os seus vizinhos e faça compras coletivas.

Optar pelo comércio local também é válido para serviços. Porque contratar um encanador que precisaria viajar quilômetros se você pode encontrar um profissional na vizinhança? O aplicativo Chama o Vizinho te ajuda a descobrir produtos e serviços no seu bairro.

6. Meça a sua quantidade de resíduos

Medir a quantidade e qualidade do seu lixo é um passo super importante para ter mais consciência da sua pegada ambiental. Olhar para o próprio lixo pode nos ajudar a ver se estamos consumindo mais do que é necessário, se estamos desperdiçando o que compramos e como podemos economizar nosso dinheiro e os recursos naturais.

Muita comida estragando? É hora de comprar quantidades menores ou descobrir receitas que te ajudem aproveitar melhor os alimentos. Ou então fazer uma composteira doméstica que vai transformar os resíduos orgânicos em um super adubo para suas plantas.

lixo
Foto: Pixabay

Tem muita roupa no seu armário? Talvez seja a hora de usar as roupas que estão guardadas, doar o que não usa e parar de comprar roupas novas.

O seu lixo é cheio de caixas e embalagens de comidas prontas e delivery? Que tal cozinhar para você e para a família?

Tem muitas garrafas, latinhas e outros resíduos recicláveis? Vale a pena checar se a coleta seletiva funciona no seu bairro. Se não é o caso, pode instalar o Cataki e combinar a retirada diretamente com catadores. Outra opção é levar os recicláveis diretamente em postos de coleta e cooperativas.

Aplicativo Cataki
O aplicativo, que pode ser baixado e ativado em todo o Brasil.