- Publicidade -

Como outros fabricantes de luxo do naipe da Porsche, BMW e Mercedes-Benz, a Lexus criou uma bicicleta. Mas, dentro da tecnologia aplicada pela divisão de luxo da Toyota, o modelo vai além da utilização de materiais sofisticados e desenho único e adota propulsão híbrida. O funcionamento é simples: enquanto o ciclista pedala, um pequeno motor elétrico que gera o equivalente a 0,32 cv envia força para a roda dianteira. Parece pouco, mas é o suficiente para ajudar na impulsão da bicicleta que graças à estrutura em fibra de carbono, pesa meros 18 kg totais.

A energia é armazenada em uma bateria de íon de lítio, que pode ser recarregada através da captura da energia cinética gerada em frenagens. A transmissão fica por conta de um câmbio Shimano de oito velocidades (número que remete ao câmbio de oito velocidades do Lexus LS 600h, enquanto a transmissão final para a roda traseira é por meio de correia, que tem menos perdas mecânicas. O desenho também faz referência à marca, com o quadro formando dois “L” deitados. A bicicleta foi apresentada originalmente no Salão de Tóquio, realizado entre novembro e dezembro de 2009.

Fonte: vrum.com.br

- Publicidade -