Fazenda gaúcha usa calor de churrasqueira para aquecer água de chuveiro

Uma fazenda gaúcha teve uma boa ideia para gerar economia de energia a partir da prática mais comum no estado, o churrasco. A técnica consiste em aproveitar o calor da churrasqueira para aquecer a água do chuveiro.

Tradicionais no Rio Grande do Sul, as churrasqueiras fazem parte das casas e apartamentos de sua população. Sendo assim, a tecnologia adotada pela fazenda em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, pode fazer muito sucesso.

De acordo com o projeto, de Lucídio Golezer, sócio proprietário da fazenda Quinta da Estância, devem ser colocadas serpentinas dentro da churrasqueira. “É feito o fogo e depois, com a brasa ativa, nós colocamos em cima da serpentina. Essa brasa é que vai aquecer”, explica.

Ao contrário das residências comuns, não são utilizados canos de plástico. Os que ficam em contato direto com o fogo são feitos de aço inoxidável e o restante dos encanamentos é feito de cobre. Após a instalação do sistema já houve redução de 15% no consumo de energia elétrica do local.

A água aquecida fica armazenada em uma caixa térmica, que mantém a temperatura. Enquanto a água quente sobe para a caixa, a fria desce e passa pelo mesmo aquecimento. Esse fluxo garante um estoque rápido de mil litros.

Há também um aparelho que mede a temperatura da água no reservatório. Quando uma carne é assada, naturalmente, a água fica mais quente. O ganho de calor chega a 10°C.

Com o investimento, a economia de energia na fazenda ultrapassou 68 quilowatts/hora (KW/h) em um mês. O sistema elimina o uso de 12 chuveiros elétricos e representa uma redução de mais de mil reais no valor da conta de luz. Os benefícios fazem com que o proprietário tenha interesse em expandir o projeto. A ideia é fornecer água quente para toda a cozinha e aproveitar o calor do forno para fazer pães. Com informações do G1.

Redação CicloVivo