- Publicidade -

A busca por opções alternativas para a produção de energia resultou na criação de diversos equipamentos inusitados. Uma das novidades é uma camiseta feita de algodão, capaz de armazenar eletricidade.

A ideia é do professor de engenharia mecânica Xiaodong Li, que conta com a ajuda do estudante de pós-doutorado, Lihong Baoda, ambos da Universidade da Carolina do Sul (EUA). Ao contrário de outras tecnologias aplicadas a peças de vestuário, como tênis que transformam a energia das passadas em eletricidade, a camiseta serve apenas como um armazenador energético.

Os pesquisadores transformam as fibras de algodão em um supercapacitor de alto desempenho. Segundo eles, o processo é simples e de baixo impacto ambiental, pois não requer grande quantidade de energia, não depende de substâncias químicas nocivas e não produz resíduos perigosos.

- Publicidade -

Para transformar o algodão, Li e Bao mergulham a camiseta em uma solução de fluoreto, onde ela é “cozida” em alta temperatura em um ambiente sem oxigênio, para que não queime durante a combustão.

Através deste processo, as fibras de algodão são transformadas em carbono ativado, sem perder a flexibilidade. Os primeiros testes foram feitos em pequenas amostras, que refletem a enorme capacidade de armazenamento de uma camiseta inteira.

"Nós usamos tecido todo dia", disse Li no site da universidade. "Um dia, nossa camiseta de algodão poderia ter mais funções: por exemplo, ser um dispositivo de armazenamento flexível de energia capaz de carregar seu celular ou seu iPad."

Para deixar o produto ainda mais eficiente, os cientistas utilizam também o óxido de manganês, que garante 95% de funcionalidade, mesmo após milhares de ciclos de recarga e descarga. A camiseta seria ideal para pessoas que passam horas nas ruas, que poderiam substituir grandes centrais de armazenamento por um simples utensílio necessário diariamente. Com informações da University of South Carolina.

Redação CicloVivo

- Publicidade -